Base instalada de Internet das Coisas cresce a 6,8% na indústria de óleo e gás nos Estados Unidos

Redação – 12.04.2019 –

Levantamento da Berg Insight indica que somente nessa indústria o número de dispositivos teria atingido 1,3 milhão em 2018

A Internet das Coisas cresce no mercado de óleo e gás nos Estados Unidos. O levantamento recente da Berg Insight, consultoria especializada em comunicação máquina a máquina (M2M), uma das modalidades de IoT, indica a tendência. Segundo a empresa, a taxa composta de crescimento anual é de 6,8%, o que significa que o mercado de óleo e gás nos Estados Unidos terá aproximadamente 1,9 milhão de dispositivos M2M conectados em 2023.

As aplicações em campo incluem o monitoramento remoto de tanques e equipamentos industriais como os mais comuns. O transporte por navios deve ser outro segmento onde o crescimento de M2M deve acontecer, sendo que as redes LTE passam a ser uma alternativa de comunicação em relação ao rádio tradicional, pelo menos na América do Norte.

Parcerias entre empresas de automação e de energia avançam em IoT

Entre os players destacados no mercado de óleo e gás que estão investindo em M2M, a consultoria cita a Emerson, Siemens, Schneider Electric, Yokogawa, Honeywell e ABB. O grupo de empresas tem investido fortemente em plataformas de analise preditiva com base no IoT. Outra tendência são as parcerias e um exemplo recente é a joint venture entre a Rockwell Automation com a gigante de serviços Schlumberger para a criação da Sensia, um provedor de soluções integradas para o segmento.

Do lado das operadoras de telecom e seus parceiros, as iniciativas envolvem a adoção de redes celulares no setor de utilidades. Fazem parte desse grupo a Sierra Wireless, Cisco, MultiTech Systems, GE e Encore Networks. Elas trabalham junto com a UBBA, associação que congrega as concessionárias de serviço público que usam redes de banda larga. Um dos objetivos do grupo é a criação de redes privadas LTE para infraestrutura crítica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *