Bogotá integra dados de 22 hospitais e entra na era Infraestrutura social 4.0

Redação – 17.10.2019 –

Da teleassistência ao uso de Big Data, país vizinho mostra gestão pública mais antenada com a integração de informações de pacientes de 22 hospitais da região de Bogotá

A Colômbia implantou recentemente um projeto que coloca a saúde 4.0 na prática e movimenta positivamente a infraestrutura social da capital Bogotá. O projeto tem como destaque a interoperabilidade e integra informações de pacientes em 22 hospitais públicos da cidade. A solução empregada é baseada em FHIR (Fast Healthcare Interoperability Resources), o último padrão de interoperabilidade desenvolvido e promovido pela organização internacional HL7 (Health Level Seven). De acordo com a Minsait, do grupo Indra, que também participou do projeto, a HL7 é responsável por alguns dos protocolos de comunicação mais utilizados na área da saúde.

Segundo Willian Soares, gerente de Saúde da Minsait no Brasil, a iniciativa permite que os profissionais da assistência obtenham respostas rápidas e precisas para tomada de decisão, além de outras ferramentas que auxiliam em projetos de pesquisa clínica e trabalhos científicos. “A integração dos processos de gerenciamento de consultas e prescrição eletrônica também permite aos cidadãos acompanhar seus compromissos através de um portal e melhorar o controle da demanda de agendamentos”, detalha Soares.

O sistema gerencia ainda todo o processo das receitas médicas, acelerando o acesso dos pacientes aos medicamentos e reduzindo o deslocamento dos pacientes com doenças crônicas. Isso acontece, entre outras razões, porque há o acesso em tempo real de informações de relatórios médicos, laudos, testes, medicamentos, antecedentes ou alergias. A visão completa do paciente, na avaliação do especialista da Minsait, melhora a assistência prestada, aumenta a produtividade e diminui os procedimentos administrativos e burocráticos envolvidos em toda a cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *