Brasil tem uma das maiores estações de tratamento de efluentes do mundo

Da Redação – 05.07.2016 – 

Planta da Laticínios Bela Vista, em Goiás, reaproveita biogás para gerar vapor em duas caldeiras da linha de processamento.

Os projetos de saneamento ambiental na área de agroindústria dão razão ao químico Lavoisier, que dizia que na natureza nada se cria e tudo se transforma. É o caso da unidade da Bela Vista em Goiás. Segundo a ADI Systems, dona da tecnologia do reator instalado na fábrica, a estação de tratamento de efluentes seria uma das maiores do mundo. O equipamento trata os efluentes por meio aneróbico, enviando o biogás produzido para duas caldeiras, as quais utilizam o combustível para gerar vapor. A água também seria reaproveitada no processo, o que aumentaria a eficiência do sistema para 99%.

O projeto será mostrado durante a Fenasan, feira do setor de saneamento ambiental, agora em agosto, e também na Fenasucro, no final do mesmo mês. De acordo com a ADI, a mesma tecnologia ADI BVF tem sido replicada em outros quatro instalações na América Latina, com as características de ter um menor índice de consumo de reagentes químicos, baixa utilização de energia e mão de obra, além da pouca geração de lodo. Um adicional na eficiência energética é que o biogás, formado pela digestão anaeróbia de efluentes líquidos, incluindo a vinhaça, pode ser convertido em energia elétrica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *