Brasil terá a maior usina de energia solar da América Latina, com investimentos de US$ 300 milhões

Da Redação – 06.07.2016 – 

Planta de Nova OIinda, no Piauí, localizada no Piauí, poderá gerar até 292 MW e deve ficar pronta em 2017, segundo grupo italiano Enel, dono do projeto.

A geração solar está dando saltos quânticos no Brasil e tem na europeia Enel seu principal impulsionador. Hoje, a companhia – via sua subsidiária Enel Green Power Brasil Participações Ltda – tem a maior usina desse tipo, a Fonte Solar, com capacidade para 11 MW. Nova Olinda é mais de 26 vezes maior. Outra grande usina em construção – a de Ituverava, na Bahia – terá 254 MW ou 23 vezes a capacidade atual da Fonte Solar. Voltando à maior planta da América Latina: com data de entrega em 2017, a empresa aporta US$ 300 milhões e gera 600 GWh/ano.

“O início da construção de Nova Olinda é um outro  passo adiante  para o nosso grupo no Brasil,  confirmando a nossa liderança no mercado de energia solar no país “, afirmou Carlo Zorzoli, Country Manager da Enel para o Brasil. “O governo brasileiro tem desenvolvido um processo atrativo e bem-estruturado de leilões e temos construído o nosso sucesso no País  com base na nossa tecnologia líder de mercado, excelência em financiamento e reputação para um engajamento sustentável com stakeholders.   Vamos   continuar investindo para crescer de maneira sólida no setor de energia no país.”

De acordo com o executivo, Nova Olinda tem uma estruturação financeira que envolve quatro empresas de propósito específico (SPE, da sigla em inglês) e está localizada na cidade de Ribeira do Piauí, no estado nordestino, em uma área de 690 hectares e de forte incidência solar. Quando pronta, sua capacidade de geração plena poderá atender o consumo de energia anual de cerca de 300 mil lares médios brasileiros.

A usina de energia solar será apoiada por um contrato de compra de energia (Power Purchase Agreement, – PPA sigla em inglês) de 20 anos, que prevê a venda da energia gerada pela usina para a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O Grupo Enel venceu a concessão do PPA, após o Leilão de Reserva, em agosto 2015, juntamente com o direito de assinar PPAs para os parques solares de Horizonte (103 MW) e Lapa (158 MW). Com o fechamento desses empreendimentos, o grupo consolidou-se como o principal player da indústria de energia solar no país.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *