BRT de Campinas, avaliado em R$ 540 milhões, atrai mais de 150 empresas

Da redação – 31.03.2016 – 

Edital dos dois corredores e da perimetral deve ser aberto no próximo dia 7 de abril. Prefeitura da cidade paulista já tem liberados R$ 340 milhões do projeto.

Considerado um dos grandes projetos de mobilidade urbana de 2016, a ativação de dois corredores de BRT em Campinas, interior de São Paulo, avança para a etapa de abertura do edital. Previsto para dia 7 de abril, o documento vai anunciar o consórcio vencedor da obra. Mais de 150 empresas já buscaram informações, segundo reportagem de Maria Teresa Costa, repórter do jornal Correio Popular.

De acordo com a matéria, a licitação acontece pela modalidade Regime Diferenciado de Contratação, com a especificação de quatro lotes, incluindo projeto executivo e obra.  Com prazo de 36 meses, o empreendimento envolve investimentos de R$ 540 milhões, dos quais R$ 340 milhões já foram aprovados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Os R$ 200 milhões restantes, que seriam financiados também pelo governo federal, não foram aprovados ainda. A alternativa, de acordo com a reportagem do Correio Popular seria o financiamento bancário, opção já sinalizada pela prefeitura campineira. Se cumpridos os prazos, os dois corredores e a perimetral serão finalizados em 2019.

Dos dois corredores, as duas regiões mais populosas da cidade – Campo Grande e Ouro Verde – ganham uma via mais ágil de ligação com o centro da cidade. Serão 17,9 km no primeiro caso (Campo Grande) e outros 14,6 km do segundo (Ouro Verde), além da otimização de 4,1 km da perimetral. A licença prévia de toda a obra já foi obtida pela prefeitura e prevê o plantio de mais de 80 mil mudas nativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *