Case atualiza a carregadeira W20

Da Redação – 01.09.2017 –

Equipamento vem com nova motorização para  atender às exigencias de emissão de poluentes da legislação brasileira e privilegia a facilidade na manutenção.

Foto de Divulgação

Quem é do mercado de terraplanagem sabe que a pá carregadeira W20, da Case, é uma das (se não a) máquinas mais famosas entre todas da linha amarela. E a fabricante também sabe disso, tanto que nunca a tira de linha. Neste ano, a empresa lançou uma série nova do equipamento (série F) e a apresentou em primeira mão para o setor do agronegócio, durante a Expointer 2017, em realização nesta semana na cidade gaúcha de Esteio.

No mesmo evento, a empresa também lançou a pá carregadeira 621E, com maior tecnologia embarcada e motor eletrônico de 137 hp. A W20 tem motor mecânico, de 152 hp.

A Case avalia que as pás carregadeiras são utilizadas no agronegócio para abastecimento de caminhões, carregamento de grãos, fertilizantes, abastecimento de fornos de carvão, transporte e espalhamento de materiais. A W20F, de tecnologia mais simples e, portanto, mais robusta, tem aplicação também no enleiramento, construção de barraginhas, supressão vegetal e carregamento de toras de madeira.

“O agronegócio é hoje um dos principais mercados para as máquinas de construção, que colaboram para o aumento da produtividade no campo. Assim, as principais feiras agrícolas do país estão no nosso calendário para o lançamento oficial de produtos, como acontece aqui na Expointer”, diz Roque Reis, vice-presidente da CASE para a América Latina.

Tecnologias
A W20F vem com motor Tier 3, que atende aos níveis de emissão de poluentes estipulad0s para este ano pelo Conama no Brasil. A Case destaca como avanço, em relação a série anterior, menor custo de manutenção, devido à maior facilidade de acesso ao motor, menor nível de ruído externo e produtividade 13% maior com a curva de torque do novo motor. “A nova curva de torque do motor permite obter o torque máximo mais rápido e mantê-lo por mais tempo”, explica o especialista de Produto Pablo Sales. “Com isso, a máquina também enche a caçamba mais rapidamente, aumentando o rendimento do trabalho”, completa.

Na versão F, defende a fabricante, a W20 chega a ter manutenção até quatro vezes mais fácil que a série E, devido às novas portas de acesso ao compartimento do motor e o reposicionamento das caixas de baterias. Também é equipada com sistema Cooling Box standard e similar ao dos modelos nacionais da Série E (621, 721 e 821) para melhor refrigeração e aumento da vida útil dos componentes. Como opcional, há ventilador reversível acionado de dentro da cabine, que permite a limpeza de todos os trocadores de calor, mesmo com a máquina trabalhando. Isso evitaria paradas indesejadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *