Case Construction lança sistema de diagnose de máquinas

Da Redação – 16.06.2017 –

Sistema permite acompanhar os dados relativos aos vários componentes da máquina e relacioná-los entre si, para um diagnóstico preciso que antecipa falhas na operação.

Os equipamentos da Case Construction, que produz escavadeiras, pás carregadeiras e demais máquinas para movimentação de solos, já podem contar com um sistema de diagnose que antecipa falhas e permite realizar as manutenções necessárias antes que o problema assuma proporções maiores e demande uma parada inesperada. Trata-se do Datar, uma ferramenta de alta precisão para diagnóstico das funções da máquina em tempo real, durante sua operação, que a empresa apresentou pela primeira vez ao mercado brasileiro na semana passada.

Por meio do Datar, os dados relativos ao desempenho de cada componente do equipamento, que são coletados em intervalos de frações de segundos, podem ser relacionados entre si na hora do diagnóstico. Outro diferencial é o mapeamento integral do item avaliado – desde o acionamento até a máquina ser desligada – e não de partes do funcionamento da peça, como acontece nas ferramentas convencionais. “Ele permite relacionar a corrente elétrica e a pressão em uma válvula solenoide para testes de acionamento, ou a tensão e a corrente elétrica da máquina no momento da partida, para uma avaliação da bateria, do alternador ou outros itens afins”, exemplifica Relton Henrique Cesar, gerente de Serviço da Case.

O objetivo, segundo ele, é antecipar qualquer problema e evitar queda de produtividade ou uma parada inesperada do equipamento. A análise e o diagnóstico são feitos diretamente na máquina, sem a necessidade de desmontar o equipamento e transportar as partes que serão analisadas. Para isto, o sistema conta com um hardware, composto por osciloscópio, transdutores de pressão e amperímetro, que efetua as leituras digitais e se comunica com o software por meio de uma porta USB. “A ferramenta grava os dados de forma numérica e gráfica, oferecendo maior qualidade e precisão ao diagnóstico”, completa Relton.

De acordo com a Case Construction, a iniciativa visa atender um perfil de usuário cada vez mais preocupado em manter sua frota em bom estado de conservação, para a maior rentabilidade da operação. Nesse cenário, o executivo destaca que procura por planos de manutenção preventiva cresceu no último ano e já corresponde a 40% do total de máquinas vendidas. A média em 2016 foi de 25%.

“Em períodos de maior incerteza econômica, a tendência é de queda nas vendas de máquinas novas, mas há uma preocupação maior com a produtividade dos equipamentos, pois exige-se mais da frota e isto resulta em maior demanda por contratos de manutenção preventiva”, afirma Relton. Nessa área, a empresa dispõe de um pacote de serviços para suporteao cliente, Case Care, que inclui contratos de manutenção preventiva. Entre outros serviços oferecidos para esse propósito estão a análise de fluídos (SystemGard) e o sistema de monitoramento de frota via satélite (SiteWatch).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *