China inaugura maior ponte – sobre a água – do mundo

Da Redação (*) – 04.08.2017 –

Com 55 km de extensão, construção liga três cidades – Hong Kong, Zhuhai e Macau, com seis faixas de rolagem e limite de velocidade de 100 km

Inaugurada nessa semana, a maior ponte do mundo (sobre as águas) nasceu do sonho de um magnata chinês e começou a ser implementada em 15 de dezembro de 2009. Com 55 km de extensão, seis pistas de rolagem (três em cada sentido), ela liga as ex-colônias de Hong Kong (HK) e Macau à menos glamorosa Zhuhai. De acordo com o Jornal de Notícias, de Lisboa, o complexo é formado pela ponte principal, com 29,6 km de extensão, e pelos acessos a HK (12 km) e Zhuhai (13,4 km). Mais incrível ainda: parte da travessia acontece no túnel submarino de 6,7 km que liga duas ilhas artificiais – uma que hospeda o aeroporto de HK e outra entre as duas cidades do trio.

Só pra comparar: a Rio-Niterói tem 13,2 km e levou nove anos para ser literalmente concretizada. O empreendimento chinês custou 17,4 bilhões de dólares e estaria pronto pra resistir, segundo o jornal China Daily, a uma série de desastres naturais, entre os quais um terremoto de 8 graus de magnitude, um supertufão e até mesmo ao choque com um cargueiro pesando 300 mil toneladas. Querem outro número impressionante? A ponte vai reduzir de quatro horas – trajetos atuais – a apenas 30 minutos. Aqui entra outra característica: embora esteja sendo chamada de ponte, trata-se de um complexo com pontes e túneis.

A série de estatísticas assombrosas do empreendimento inclui ainda o volume de 400 mil toneladas de aço utilizadas no projeto, o que seria equivalente a 60 vezes o material usado para construir a Torre Eiffel. As ilhas artificiais construídas nas extremidades do túnel do mar são reforçadas por 120 cilindros de aço gigantes, cada um equivalente à altura de um edifício de 18 andares. Cada cilindro pesa 550 toneladas, aproximadamente o mesmo que o maior jato de passageiros do mundo, o Airbus A380.

Originalmente, o projeto não deveria incluir túneis entre Hong Kong e Zhuhai, província de Guangdong, uma vez que esta última estava em seus estágios iniciais de desenvolvimento. Como uma das primeiras zonas econômicas especiais estabelecidas pelo governo central na década de 1980 para atrair investidores estrangeiros, a cidade precisava de um meio de transporte melhor até HK. Depois de 1997, as autoridades viram o potencial no plano e o design original foi abandonado. A partir daí, o planejamento envolveu a ligação de Zhuhai e Macau e outra até o novo aeroporto internacional de Hong Kong.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *