Curitiba terá novo tipo de complexo médico similar a shopping center do setor

  1. Redação – 23.07.2021 – Ecossistemas de saúde são a nova tendência em construções na área segundo a BIOENG Projetos

Uma tendência construtiva que vem dos Estados Unidos poderá crescer no Brasil nos próximos anos. A ideia é de “desospitalização”, ou seja, criar um ambiente similar aos hospitais, reunindo especialistas e tratamentos médicos num só complexo. A diferença é que o chamado ecossistema de saúde ambulatorial trabalha especialmente com baixa e média complexidade de atendimento, ou seja, possui riscos menores de contaminações e infecções, dispensando a estrutura hospitalar convencional.

O nome do modelo em inglês para isso é Medical Office Building (MOB) e o primeiro deles seria o EcoMedical Center de Curitiba, atualmente em construção e orçado em aproximado de R$ 120 milhões. O projeto é da BIOENG, empresa que estaria desenvolvendo outros 11 iniciativas com mesmo conceito para as incorporadoras.

“Esse tipo de construção também segue uma tendência dos shopping centers, de reunir uma série de conveniências em uma só edificação, com ambientes mais seguros e com alto grau de resolutividade”, explica Norton Mello, engenheiro civil com doutorado em Healthcare Management e CEO da BIOENG. Segundo ele, o empreendimento seria o primeiro no modelo MOB no país a descentralizar os tratamentos feitos geralmente em hospitais e racionalizar o uso dos leitos e dos recursos hospitalares.

Outro Medical Center que está sendo desenvolvido no Mato Grosso pela BIOENG Projetos, em parceria com a Garden House, segue o mesmo conceito. O projeto de 30.000 m² foi criado usando o conceito de paisagismo denominado Healing Garden (jardim terapêutico).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *