Curso quer suprir demanda por profissionais de IoT

Da Redação – 03.04.2018 –

Com base no crescimento de 20% na quantidade de conexões máquina-máquina (M2M) no Brasil no ano passado, a Escola Politécnica da USP acredita que a exigência por profissionais qualificados em internet das coisas aumentará nos próximos anos.

Em 2017, segundo a Anatel, já foram 14,8 milhões de conexões do tipo no país e é por isso que a Poli-USP destaca curso na área. “O nosso curso tem por objetivo justamente preparar, atualizar e qualificar profissionais envolvidos com a administração de projetos e desenvolvimento de produtos e serviços neste novo contexto da globalização e digitalização”, diz Paulo Kaminski, coordenador do curso Gestão e Engenharia de Produtos e Serviços, do Programa de Educação Continuada (PECE) da Escola Poli-USP.

“Embora a realidade do Brasil ainda não seja comparável à realidade de países de primeiro mundo, algumas empresas daqui têm avançado e apresentado recursos significativos”, salienta ele.

O curso está com vagas abertas e as inscrições podem ser feitas pelo site do PECE (www.pecepoli.com.br) até 23 de abril. Ele tem duração de 420 horas (dois anos) e o seu certificado de conclusão é emitido oficialmente pela Universidade de São Paulo (USP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *