Datora começa rede M2M por Minas Gerais

Da Redação – 10.05.2017 –

De olho no potencial de 2 bilhões de dispositivos que estarão conectados no Brasil em 2025, operadora ativa infraestrutura dessa vertente de Internet das Coisas (IoT)

A comunicação máquina a máquina (M2M), uma das versões de IoT, é a aposta da Datora Telecom, que ativa sua rede de suporte ainda no primeiro semestre desse ano. A malha adota a infraestrutura de outras operadoras, visto que a Datora é uma operadora virtual móvel, ou seja, não tem rede própria de telecomunicações. A empresa foca na inteligência dessa integração e começa com Minas Gerais, mais especificamente nos mercados agrícola e industrial. A escolha também pesou pelo fato de a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig) ser acionista da operadora virtual.

No caso da rede M2M em Minas, a Datora vai usar a infraestrutura da Ingenu, sua parceira de tecnologia. A tecnologia adotada será a (Random Phase Multiple Access), que emprega rádios de 2,4 GHz. De acordo com Daniel Fuchs, diretor da Datora, as redes RPMA são baseadas em tecnologia LPWA (Low Power Wide Area), que permitem ampla cobertura usando baixa demanda de energia. Com isso, quem adotar o M2M poderá ativar dispositivos que exigem muito pouca configuração e com baterias com longa carga.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *