EDF ativa parque eólico na Bahia e avança em outro projeto na Paraíba        

Redação – 07.05.2021 –

Com dois projetos bilionários, fora a expansão na operação de um terceiro parque, a divisão de renováveis da multinacional europeia consolida presença no país

A EDF Renewables acaba de ativar o parque eólico Folha Larga Norte, na Bahia, empreendimento de 344 MW e que vai atender a demanda da petroquímica Braskem num contrato de 20 anos. A infraestrutura custou R$ 1,5 bilhão e faz parte dos ativos de energia eólica da companhia. Além dele, a companhia assinou, na semana passada, o protocolo de intenções com o governo paraibano, reforçando a etapa atual de construção do parque eólico Serra do Seridó, com capacidade de 242 MW e um investimento de R$ 1 bilhão. A terceira fonte desse tipo de energia é o parque eólico Ventos da Bahia, com 182 MW e que está em fase de expansão.

O complexo eólico Folha Larga Norte, situado em Campo Formoso (BA) tem

Complexo vai atender a Braskem em contrato de 20 anos e outros agentes. Investimento de R$ 1,5 bi

investimento de mais de R$ 1,5 bilhão, Folha Larga Norte possui 2 fases que totalizam 82 aerogeradores e 344 MW de capacidade instalada, o equivalente ao consumo de energia de aproximadamente 850 mil lares.

O complexo foi viabilizado pela contratação de venda de energia nos leilões do governo ACR A-4/2018 e ACR A-6/2018, e no mercado livre pela celebração do compromisso com a Braskem como consumidor âncora, além de outros agentes. Pelo acordo, a petroquímica se comprometeu a comprar energia do projeto da EDF Renewables por 20 anos em um contrato de compra de energia renovável (Renewable PPA).

Estabelecida há seis anos no país, a empresa alcançou 1.3 GW de projetos de energia eólica e solar, em operação e em construção, na Bahia, em Minas Gerais e na Paraíba. Nesse último estado, parque eólico Serra do Seridó deve gerar 600 empregos diretos e indiretos de acordo com o governo estadual. Um protocolo de intenções assinando na semana passada reforça a priorização da mão de obra local para as obras de construção que começam em julho desse ano. A entrada em operação comercial está prevista para o início de 2023.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *