Efeito Odebrecht se espalha pela América Latina

Da Redação – 04/05/2017 –

Relatório da Moody’s levanta o impacto das investigações sobre a construtora nos projetos de infraestrutura no continente, apontando um ganho de transparência no setor.

As investigações de corrupção envolvendo o grupo Odebrecht estão atrasando o desenvolvimento de grandes projetos de energia e infraestrutura em toda a América Latina. A constatação é da agência de classificação de risco Moody’s, que lançou um relatório sobre o assunto, no qual analisa o impacto dessa situação sobre a economia e os governos de diversos países da região.

Segundo o relatório, os escândalos de corrupção envolvendo a megaconstrutora brasileira provocaram a interrupção no processo de concessão de projetos de infraestrutura em vários países da região, como o Peru, Colômbia e Panamá, além do próprio Brasil, obviamente. Os obstáculos jurídicos e administrativos para a retomada desses projetos, que incluem desde rodovias e gasodutos até empreendimentos de navegação fluvial e geração de energia, demandarão mais 12 ou 24 meses para sua solução.

Um dos principais alvos da operação Lava Jato, a Odebrecht admitiu ter pago 788 milhões de dólares em propina a funcionários de governos em 11 países além do Brasil, incluindo nove na América Latina. As repercussões foram sentidas na economia de alguns desses países, que tiveram sua previsão de crescimento rebaixada recentemente pela Moody’s. Segundo a agência de classificação de risco, as empresas que participam desses projetos estão enfrentando pressões de fluxo de caixa e os bancos, que emprestaram tanto às concessões como diretamente às empresas envolvidas, defrontam-se agora com os riscos desses ativos.

De acordo com a Moody’s, a interrupção desses projetos agrava os desafios enfrentados por esses países, que, além dos gargalos em infraestrutura, têm em comum um ambiente econômico marcado pelo ritmo de crescimento lento e por pressões fiscais que limitam o investimento público. Mesmo assim, a agência vislumbra que a situação poderá resultar em um legado positivo. Ela prevê um fortalecimento nos procedimentos anticorrupção em toda a região, com medidas que tornarão a implantação dos projetos de infraestrutura mais transparentes para a sociedade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *