Empresa abre banco de dados sobre PPPs para gestores públicos

Da redação – 24.05.2016 – 

Funcionários federais poderão consultar arquivo eletrônico da Radar PPP sem custo. Decisão da consultoria foi tomada em função do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

Para quem é gestor público federal, a decisão da Radar PPP de abrir seu banco de dados proprietários deve ser levada em conta. A consultoria tem mais de 720 projetos mapeados em todo o Brasil, com grande potencial de serem viabilizados via parceria publico privada (PPP). A iniciativa da empresa, no entanto, é temporária e vai até 10 de julho.

A decisão, segundo a Radar PPP acontece em função da criação do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), recém anunciado pelo governo interino e cuja base foi definida pela medida provisória 727, assinada por Michel Temer. A intenção do Programa seria a de intensificar e melhorar o uso de concessões e PPP em nível federal.

“A Radar PPP acredita que é um dever de todos os profissionais que se dedicam ao tema contribuir para que tenhamos um mercado mais organizado”, afirma Bruno Pereira, sócio da consultoria. Segundo ele, as informações da empresa também incluem análises e dados sobre projetos existentes. Criado há dois anos, o banco de dados já teve mais de 2 mil usuários e é multissetorial.

Para Pereira, o fato de a primeira medida governamental do presidente interino ter abordado o tema das PPPs e dos projetos de infraestrutura indica que o assunto é uma das prioridades do governo atual. “A Medida Provisória que criou o PPI é importante. Entretanto, ela não se basta em si mesma. Sem que os gestores públicos federais envolvidos com o tema possam conhecer a experiência brasileira, dificilmente o PPI poderá avançar com a qualidade e rapidez desejada”, avalia.

Na avaliação do executivo, conhecer as experiências anteriores acelera etapas, com racionalidade, e contribui para que o PPI possa ser implementado com qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *