Empresa americana cria modelo de Internet das Coisas que reduz custos de implementação

Redação – 24.06.2020 –

Projeto simplificaria ecossistema atual, que é fragmentado para quem adota IoT usando como rede a telefonia móvel tradicional

A fabricante norte-americana de módulos celulares Cavli Wireless quer simplificar a vida das empresas interessadas em adotar a Internet das Coisas (IoT). O foco da companhia são os usuários de IoT que usam a conexão celular, ou seja, as redes móveis tradicionais. A ideia é simplificar o ecossistema fragmentado atual, que envolve desde fabricantes de módulos até operadoras de telecomunicações, passando por provedores de plataformas para gerenciar o hardware, a conectividade e as assinaturas.

De acordo com a Cavli, o custo total de propriedade para pequenas e médias empresas é alto para as tecnologias celulares em comparação com outras opções, caso das redes LoraWAN, Sigfox ou Weightless. A razão principal envolve custos, incluindo o módulo celular, cartão SIM, dados, e gerenciamento de dispositivos. A solução proposta por ela é uma reengenharia da atual cadeia de valor, abrindo assim caminho para conectar, com facilidade, os próximos bilhões de dispositivos.

Na prática: o plano da empresa americana combina módulos de IoT celular integrados com eSIM pré-carregado com a conectividade global com LTE ou LPWAN, gerenciamento de dispositivo e assinatura com infraestrutura para envio e recebimento de mensagens. Sem nenhum custo adicional para o hardware de conectividade, os clientes economizariam até 50% no primeiro ano.

O modelo permite que o usuário escolha entre tecnologias celulares como cobertura LTE-CAT4/CAT1/GSM, NB-IoT, LTE-M em 160, 23 e 8 países, respectivamente, e coberturas maiores. A meta da Cavli não é singela, ao propor “revolucionar a IoT celular fornecendo o plano mais escalável e econômico para implementações de IoT em massa”. Pena que ela ainda não tem atuação aqui no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *