Empresa de galpões logísticos deve investir 500 milhões no Brasil

Redação – 18.03.2021 –

A Prologis anunciou um investimento de meio bilhão de reais em novos galpões logísticos até julho de 2022. O valor complementa o aporte de mais de R$ 1 bilhão feito no ano passado por meio de uma joint-venture com a Ivanhoe Cambridge que investe em imóveis logísticos em São Paulo e no Rio de Janeiro. Segundo Armando Fregoso, country manager da Prologis no Brasil, a companhia encerrou o ano com 100% do portfólio operacional de 1 milhão de m² locados. Foram 15 novos contratos assinados, dos quais 10 foram para novos clientes, globais e nacionais.

Devido ao crescimento, a empresa iniciou a construção de oito novos armazéns, somando mais de 310 mil m2, dos quais 80% já estão pré-locados. Para 2021, ela começa com o anúncio de mais dois empreendimentos, localizados nas rodovias Raposo Tavares e Castelo Branco, ambos em São Paulo. Dessa forma, os 12 novos galpões planejados irão adicionar cerca de 525 mil m2 ao portfólio atual.

O country manager da Prologis no Brasil está otimista com as perspectivas do setor de logística nos próximos anos. “Temos um portfólio único e soluções de instalações. Como proprietário-operador, disponibilizamos gerentes de propriedades locais e nossa própria equipe de manutenção e segurança. Dessa forma, temos um maior entendimento das necessidades dos clientes”, destaca Armando.

A Prologis também está aposta na sustentabilidade e os novos desenvolvimento são projetados para atender aos requisitos da certificação LEED. Um dos empreendimentos conta com uma usina solar para suprir parte da demanda de energia, e outro condomínio já possui o Selo Energia Limpa, que atesta o consumo de energia limpa. Bicicletas compartilhadas também fazem parte de alguns parques logísticos.

Os padrões da líder global em condomínios logísticos também incluem tilt up walls, espécie de construção pré-fabricada em concreto que melhora o conforto do ambiente interno dos galpões, além de agilizar o tempo de construção e reduzir as manutenções de longo prazo. Em 2020, as fachadas também ganharam janelas para ampliar a iluminação natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *