EMSA reforça frota de produção de concreto no Mato Grosso

De Redação – 4 de novembro de 2014

Investimento em central de concreto com montagem e desmontagem ágil viabiliza atendimento a obras de arte em construção rodoviária do Mato Grosso.

A sede da construtora é em Aparecida de Goiânia, vizinha da capital goiana, e onde a EMSA é reconhecidamente a maior construtora em ação. Mas desta vez a notícia não vem de lá. É na cidade de Alto Araguaia, Mato Grosso, que ela opera uma central de concreto de 30 m³/h de capacidade de produção e tecnologia do tipo dosadora: que não mistura o concreto, mas sim o dosa e pesa os componentes (água, cimento, brita, areia e aditivo) para que ele seja misturado no caminhão betoneira. A produção é para atender a confecção de bueiros e meios-fios em rodovias e a escolha pela tecnologia tem explicação: praticidade e urgência operacional. Mais ainda, confiança, pois a EMSA já opera um equipamento idêntico em Pernambuco.

Responsável pela gestão desses ativos na construtora, Gilberto Alencar Prates, gerente de máquinas e equipamentos, explica que a central de concreto atinge os requisitos de produção nominal e combina a facilidade de operação com a flexibilidade de montagem e desmontagem. “Os nossos contratos exigem alta movimentação, razão pela qual valorizamos o aspecto de qualidade e facilidade de instalação das centrais dosadoras da RCO”, avalia Prates. O executivo destaca que o prazo de despacho, que foi praticamente zero na tratativa com a fabricante, também pesou a favor.

Deixe uma resposta

*

Este post foi visto 1012 vez(es).