Equador investe quase US$ 1 bilhão em saneamento urbano

Da Redação – 20.11.2015 – 

Meta do país vizinho é ter 95% de atendimento de água potável e esgoto até 2017, de acordo com o Plan Nacional de Desarrollo. Dois programas atuais nessa área envolvem investimentos de US$ 855,7 milhões, inclusive com financiamento do CAF – Banco de Desenvolvimento.

Segundo o CAF, o governo equatoriano criou um programa específico para atingir a quase universalização dos serviços de fornecimento de água potável e saneamento urbano. Trata-se do Promadec – atualmente em duas etapas, I e II – cujos investimentos somam US$ 855,7 milhões. Desse total, o banco de desenvolvimento latino-americano desembolsou US$ 500 milhões. O restante foi assumido pelo governo equatoriano. Já a operacionalização dos valores foi assumida pelo Banco del Estado (BdE) em todo o território do país.

As duas fases do Promadec envolvem 455 projetos nas áreas de água potável, redes de esgoto, coleta e disposição de resíduos sólidos. De acordo com o CAF, os empreendimentos influenciaram a melhoria de vida de 3,5 milhões de habitantes em todo o Equador. Além do investimento em infraestrutura, os projetos tem um viés de sustentabilidade, inclusive financeira, feita com o acompanhamento do CAF.

Ainda há uma terceira fase prevista para o Promadec, que inclui outro financiamento viabilizado pelo banco, num total de US$ 275 milhões. As três etapas também fazem parte do Prosaneamiento, um programa que canaliza os financiamentos das áreas de água, saneamento e serviços de assistência técnica para melhorar a qualidade de vida dos equatorianos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *