Fortaleza tem três vezes mais ISPs que a média brasileira

Da redação – 11.04.2016 – 

Informação é da catarinense Cianet, que promove evento na capital do Ceará até essa quarta-feira, dia 13. Mercado de acesso com fibra óptica é um dos nichos potenciais de crescimento das ISPs no estado.

Começa hoje, em Fortaleza, o Cianet in loco – evento promovido pela fabricante catarinense de soluções de telecomunicações. O foco do encontro é apresentar tecnologias para um mercado que só cresce no Brasil: o de pequenos e médios provedores, as chamadas ISPs. De acordo com a Cianet, as ISPs já representariam 10% do mercado de operadoras de telecomunicações no país.

Fortaleza não foi escolhida à toa. A cidade teria três vezes mais ISPs do que a média nacional. Considerando somente o segmento de ISPs, as empresas de menor porte sediadas no Ceará detém cerca de 28% do mercado. A principal razão, segundo a Cianet seria a penetração de banda larga no estado. “Esse esforço, ancorado no plano de expansão da banda larga do governo federal, pretende levar infraestrutura com fibra óptica a 70% dos municípios brasileiros, o que representa 95% da população, até 2019”, explica a fabricante sulista em nota oficial.

Cinturão Digital, projeto do estado, já tem 3,4 mil km de rede óptica.
Cinturão Digital (em azul no mapa), tem 3,4 mil km de rede óptica. E deve ser ampliado, segundo a Etice. Hoje, cobre 64% dos municípios do estado.

Ainda de acordo com a empresa, aproximadamente 1,31 milhão de acessos fixos de internet rápida são realizados por meio de fibra óptica, o que seria uma grande oportunidade para as ISPs. Daí o foco da companhia em ganhar o coração, a mente e o orçamento dos provedores, que nada mais são do que operadoras de menor porte.

“A expansão da banda larga no país segue com a participação efetiva dos pequenos e médios provedores, que levam o acesso à internet a locais mais remotos”, comenta o presidente da Cianet, Ricardo May. Segundo ele, no Ceará a parcela de ISPs é relevante, porém apenas 4% das conexões totais são realizadas via fibra óptica. Há muito potencial para crescimento no país e na região, que hoje conta com 80 provedores ativos e uma projeção de crescimento de 10% nesse número para 2017”, completa.

Durante o evento (de hoje a quarta), o encontro deve trazer o Gerente Regional da Anatel nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, João Guilherme Arrais Hermans. O especialista fala sobre o chamado Serviço de Comunicação Multimídia (SCM)​. Pablo Rocha Ximenes Ponte, da Diretoria de Segurança da Informação do Ceará (Etice) vai explicar o que é o projeto “Cinturão Digital”, que tem a iniciativa de levar internet de alta velocidade com qualidade para 82% da população urbana do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *