FPT apresenta motor a gás para tratores nos EUA

Da Redação – 08.09.2017 – 

No estande da New Holland durante a Farm Progress Show, que aconteceu no final de agosto em Decatur, no estado de Illinois (EUA), a FPT Industrial apresentou um novo conceito de trator com propulsão a gás. Na ocasião, o equipamento foi movido por motor de 6 cilindros e alimentado por gás metano.

De acordo com a fabricante de motores – que pertence ao Grupo Case-New Holland (CNH), o desenvolvimento desse novo motor é balizado pelo seu conhecimento em tecnologias de gás natural, certificado pelos mais de 30 mil motores do tipo já vendidos mundialmente nos últimos 20 anos.

Desde 1995, defende a FTP, a marca foi pioneira na adoção de tecnologia estequiométrica, que garante a razão de ar/gás correta em quaisquer condições de trabalho, o que resultaria em combustão limpa, com baixo nível de emissões. Em comparação aos modelos convencionais de motores a diesel, as motorizações a gás natural da FPT Industrial eliminam cerca de 80% dos poluentes nas emissões em geral e reduzem em até 50% os ruídos.

O desempenho dos motores a gás, assegura a fabricante, é o mesmo de um motor a diesel, especialmente em termos de torque e potência máxima. Sua durabilidade equivale a de uma unidade de energia padrão e é complementada com economia de custos operacionais de até 30%.

O motor apresentando nos EUA no mês passado é um protótipo da série NEF, da marca, e desenvolve potência de pico de 180 hp e torque máximo de 740 Nm. Ele utiliza a tecnologia desenvolvida pela FPT Industrial para minimizar o consumo de combustível, o que lhe proporciona autonomia para todo um dia de trabalho.

Os motores a gás da FPT Industrial podem funcionar com gás natural comprimido (GNC), liquefeito (GNL) ou formas renováveis de gás natural, que podem levar a emissões de CO2 próximas de zero. O biometano pode ser produzido a partir de culturas energéticas agrícolas e de resíduos de colheitas e da decomposição de matérias orgânicas. Esses motores são usados para veículos comerciais e ônibus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *