Itaipu bate hidrelétrica chinesa e assume liderança mundial na produção de energia em 2015

Da Redação – 07.01.2016-

Foto de divulgação das Cataratas do Iguaçú
Foto de divulgação das Cataratas do Iguaçú

A Itaipu Binacional produziu mais que a usina de Três Gargantas, na China, em 2015, e voltou a assumir a liderança mundial em produção anual de energia elétrica. Mesmo com uma capacidade instalada de 14.000 MW, menor do que a chinesa, com 22.400 MW, a Itaipu produziu 2,5% a mais que Três Gargantas no ano passado. Foram 89.2 milhões de MWh contra 87 milhões de MWh. Os dados de geração da hidrelétrica chinesa só foram divulgados hoje, 7 de janeiro.

A hidrelétrica, que pertence ao Brasil e ao Paraguai, também detém outra marca importante: é a maior produtora de energia acumulada limpa e renovável do planeta, com mais de 2,312 bilhões de megawats-hora (MWh) desde sua entrada em operação, em maio de 1984.

Desde que entrou em operação, a Itaipu perdeu a posição de líder mundial de produção anual de eletricidade apenas em 2014, por conta da crise hídrica. “Os números de 2015 nos deixam ainda mais otimistas de que estamos no caminho certo para continuar buscando a excelência na produção sustentável e projetar um 2016 melhor ainda. Já nesta primeira semana do ano, estamos produzindo 17% a mais do que no mesmo período de 2015, ano em que reassumimos a posição de liderança mundial em produção de energia”, diz o diretor técnico executivo de Itaipu, Airton Dipp.

Para o superintendente interino de Operação, Alberto Araújo Bastos, “é sempre bom ser a usina que mais produz no planeta em determinado ano, mas o mais importante é a produção acumulada, que nos permite ter um fluxo regular e sustentável”. Bastos lembra que Itaipu tem colocado no mercado 100 milhões de MWh a cada 13 ou 14 meses, contribuindo diretamente para o desenvolvimento do Brasil e do Paraguai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *