John Deere desafia comunidade de Agrotechs

InfraDigital (*) – 24.05.2021 – Fomentar a inovação aberta e estimular mentes criativas a encontrarem soluções que contribuam para o desenvolvimento de um agronegócio cada vez mais sustentável e inteligente (Agrotechs). Com esses objetivos, a John Deere lançou, em parceria com a AgTech Garage, o Circuito de Inovação John Deere, com inscrições abertas até o dia 23 de maio. Mais de 35 startups já se cadastraram para participar do circuito, que será dividido em dois desafios: “Experiência do cliente” e “A Cana é Tech”. Para a empresa, que investe diariamente quatro milhões de dólares em pesquisa e desenvolvimento, é fundamental que os clientes tenham acesso a um ecossistema tecnológico que possa garantir que eles tenham ferramentas para uma gestão mais ágil e assertiva.

“Hoje, quando falamos de agronegócio, também nos referimos a Inteligência Artificial, Big Data, IoT, Machine Learning etc. Essas ferramentas se tornaram essenciais para que o Brasil consiga dar conta do desafio de alimentar o mundo. Por isso, a John Deere pensa e cria soluções que integram equipamentos, como tecnologia embarcada e conectividade, além de inovações em serviços de pós-vendas. Para encontrar essas tecnologias, estamos sempre em busca de mentes inovadoras que possam contribuir para a evolução e o desenvolvimento do setor”, comenta Rodrigo Bonato, diretor do Grupo de Soluções Inteligentes (ISG) da John Deere para América Latina.

Claro e John Deere fecham parceria para conectar campos rurais

Dez startups serão selecionadas para participar do circuito, cinco em cada desafio. São diversas oportunidades, caso o projeto seja escolhido, inclusive com possibilidade de contratação da solução ou de se tornar uma empresa de software conectada ao John Deere Operations Center. A companhia busca ideias inovadoras para a área de Experiência do Cliente, por meio de soluções de Integração de dados e data analytics, e para o segmento de cana, com tecnologias que agreguem aos processos de planejamento, monitoramento e controle das usinas.

“Somando a expectativa das startups e o engajamento do time John Deere no circuito de inovação, percebemos que estamos diante de um movimento muito importante para o agronegócio. A companhia, com todo o seu protagonismo histórico e abraçando a inovação aberta com startups de forma estratégica, sinaliza um caminho sem volta para a nova dinâmica da inovação no agro. Sem dúvida, cria um círculo virtuoso de alto impacto para o setor”, comenta José Tomé, CEO da Agtech Garage.

Desafio: A Cana é Tech

A John Deere procura entender e atender às necessidades de seus clientes, inclusive considerando questões específicas. No caso do Brasil, por exemplo, recentemente a empresa realizou seu maior investimento no País para desenvolver a colhedora CH950, que revolucionou o sistema de produção de cana. Ao colher duas linhas simultaneamente, ela consegue dobrar a produção horária de máquinas tradicionais, além de reduzir em 30% o consumo de combustível, 60% das perdas de cana totais e 28% dos tratores de transbordo, resultando em 22% menos do custo por tonelada, sem falar nos benefícios agronómicos com menos compactação e sustentável para o meio ambiente.

Agora, a companhia busca soluções para acelerar a digitalização no segmento, com tecnologias voltadas para o consumo, análise e combinação/tratamento de dados, com o propósito de auxiliar nos processos de planejamento, monitoramento e controle das usinas, garantindo que os clientes da empresa tenham negócios mais sustentáveis, economicamente e ambientalmente. Os critérios de avaliação serão foco no produtor, melhor uso dos dados para ajudar na gestão e inovação.

Desafio: Experiência dos clientes Agrotechs

Proporcionar a melhor experiência possível com as soluções para as atividades agrícolas, florestais e de construção é o grande objetivo da John Deere. Para isso, atualmente, a área de Experiência do Cliente da John Deere mapeia a satisfação de clientes finais de toda a América Latina. Para realizar esse mapeamento, a companhia conta com diferentes canais de pesquisa e satisfação, como atendimento via redes sociais e call center. Para geração de insights, são cruzadas as informações de experiência dos clientes com as performances dos concessionários.

Neste desafio, a companhia busca soluções para conectar todos os pontos de contatos existentes (pesquisa, redes sociais, formulários de site e call center) a um ambiente único que viabilize, além de um atendimento otimizado, a análise qualitativa do que é dito pelo cliente – usando IA, por exemplo – de forma assertiva, sem processo de tradução (apto para análise textual em português e espanhol). Com todas as informações em mãos, é feito o cruzamento de dados (quantitativos e qualitativos) com as bases de outras áreas da empresa e dos concessionários, para possíveis correlações de experiência do cliente, negócios e performance.

(*) O InfraDigital é um projeto comum de conteúdo da Agregados OnlineInfraROI, IPNews e TEM Sustentável. Para informações sobre o formato, consulte Odair Suldário (publicidade@agregadosonline.com.br), Jackeline Carvalho (jackeline@cinterativa.com.br), Nelson Valêncio (nelson@canaris-com.com.br) ou Rodrigo Santos (rodrigo@canaris-com.com.br).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *