Maceió investe R$ 200 milhões e dobra coleta de esgoto até 2018

Da redação 19.09.2016 –

Obras serão executadas por PPP e tem prazo de conclusão até 2020. Concessão de 30 anos deve beneficiar 160 mil pessoas nos próximos dois anos. 

A capital alagoana caminha – se as obras avançarem como o prometido – para deixar de figurar entre as cidades com pior índice de coleta de esgoto no país. Em Maceió, apenas 37,2% da população é atendida por esse serviço básico, contra a média brasileira de 50%. Segundo a estimativa do governo estadual é levar a coleta à 70% dos habitantes da capital até 2018. Os investimentos somam R$ 200 milhões e a tarefa está a cargo de uma parceria publico privada (PPP) encabeçada pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) em conjunto com a Saneamento Alta Maceió (Sanama).

O investimento seria o maior da história focado em esgotamento sanitário: dados do governo estadual atual indicam que nos últimos 15 anos as obras no segmento somaram apenas R$ 50 milhões, o que explica o posicionamento negativo da capital em saneamento básico. As obras irão beneficiar 160 mil habitantes na parte alta da capital e devem ser totalmente finalizadas em 2020, mas a operação que dobra a capacidade estará operacional em dois anos.

“A construção será feita mediante PPP com prazo de 30 anos, incluindo a execução das obras e serviços correspondentes, como operação, manutenção, controle operacional e comercial, possibilitando a integração da gestão pública com a privada para melhorar a qualidade dos serviços e aumentar o atendimento”, explicou o presidente da Casal, Clécio Falcão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *