Mato Grosso: Laboratório Móvel avalia 270 Km de pavimentos rodoviários

Da Seinfra/MT – 11.05.2016 –

Giro de Obras: no total, seis vias estaduais passarão por testes específicos de qualidade de tráfego.

Mato GrossoO laboratório móvel da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) vai percorrer mais de 270 quilômetros no Estado para fazer novas análises das rodovias em obras. No total, seis estradas estaduais passarão por testes específicos para avaliar a qualidade de cada uma delas.

Acoplado a um caminhão, o laboratório móvel tem o objetivo de analisar in loco o solo e pavimento nas obras de construção e reconstrução das rodovias do Estado. Uma equipe técnica é designada a retirar pequenas amostras de cada intervenção e analisá-las nos equipamentos instalados no baú do automóvel.

Conforme a programação, o caminhão percorreu 23,16 quilômetros a MT-040 (de Cuiabá a Santo Antônio) na quinta-feira passada (05.05). Na sexta-feira foram percorridos 23 Km do distrito de Água Fria ao Lago do Manso, na rodovia MT-020.

Nos dias 09 e 10 de maio, o laboratório seguiu para a MT-175/248, do entroncamento da BR-174 à cidade de Jauru. O total de extensão é de 62,37 quilômetros.

De hoje a sexta-feira, o caminhão fará análises em dois trechos da MT-100. No primeiro percurso, a equipe da Sinfra passará nos 45,54 quilômetros da rodovia, que liga Ponte Branca a Ribeirãozinho. Em seguida, o laboratório passa nos 93,67 quilômetros da pista que liga os municípios de Alto Araguaia, Ponte Branca e Ribeirãozinho.

 

Obra com responsabilidade

O laboratório móvel faz parte dos trabalhos de análise do Laboratório de Solos, Asfalto e Concreto ‘Renê Oliveira Neuenschwander’, reinaugurado neste ano pelo governador Pedro Taques.

O setor tem a finalidade de aperfeiçoar os serviços de pavimentação, além de fiscalizar a execução das obras de asfalto e revestimento primário.

Inaugurado na gestão do ex-governador Dante de Oliveira, o laboratório estava desativado há anos, o que resultou em prejuízos na fiscalização de obras. Durante os primeiros meses da atual administração, o local passou por reforma e agora passa a ser utilizado para controle de qualidade das obras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *