Metso lança sistema que aciona moinhos com potência quase dobrada

Da Redação – 30.11.2015 –

Tecnologia é classifica pela fabricante como “uma evolução dos acionamentos sem engrenagens”, e promete trazer vantagens além da produtividade às mineradoras, caso do menor peso do conjunto e a facilidade de montagem que isso proporciona.

Moinho MetsoA Metso trabalhou três anos com a CMD e a Ferry Captain para apresentar uma nova tecnologia no acionamento de grandes moinhos semi-autógenos (SAG) e de bolas. O novo sistema foi lançado oficialmente neste mês, com a promessa de ser uma alternativa para acionamentos de moinhos sem uso de engrenagens (gearless). A tecnologia, denominada QDX4, promete realizar ciclos a até 32MW de potência na moagem horizontal, o que é quase o dobro dos 18MW que a maioria dos grandes moinhos acionados por sistemas de engrenagem recebiam até então.

“O sistema foi testado por mais de 3 milhões de ciclos a 28MW (2 vezes de 14MW) com velocidade de entrada de 320 RPM, comprovando o arranjo de distribuição do torque”, informou a companhia.

Tecnicamente, a engenharia da Metso fez um upgrade nos arranjos que já haviam passado de um pinhão para o de duplo pinhão, permitindo transmitir o dobro de potência. “Simplesmente rearranjamos o sistema duplo em um quádruplo que divide igualmente a potência de entrada de dois motores em quatro pinhões. Com essa arquitetura, o sistema QdX4 é capaz de fornecer quase o dobro de potência na moagem horizontal”, explica a companhia.

Para Frank Tozlu, gerente de produto de moinhos de grande porte da Metso em York, esse lançamento é uma demonstração de que a indústria mineral está evoluindo como precisa. “As especificações de moinhos SAG e de bolas têm sido desenvolvidas por muitas décadas e ainda hoje se reinventam. Precisamos inovar continuamente, nos processos e normas”, diz. “O nosso objetivo foi desenvolver uma solução mecânica robusta, confiável, competitiva e de alta potência, sem comprometer os altos padrões de design que costumamos encontrar nas especificações técnicas de nossos clientes”, completa.

Assim, o QxD4 traz características diferentes, como o peso: duas unidades dele instaladas pesam menos que um quarto de um acionamento gearless. Essa diferença, segundo a Metso, pode reduzir significativamente os custos de transporte, prazo de entrega, manuseio do equipamento e preparação do local de instalação. Ainda segundo a fabricante, no passado os moinhos que operavam a 18MW exigiam enormes motores elétricos instalados em torno da sua estrutura.

A nova tecnologia de acionamento de moinhos também reduz a necessidade de fundações parrudas e a utilização de guindastes. Com o QxD4, não há necessidade de fazer análises dinâmicas que, essencialmente, verificam a integridade do estator do sistema gearless.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *