Multinacional de automação anuncia obra de R$ 100 milhões em Limeira (SP)

Redação – 14.10.2019 –

A italiana Nice, focada em automação residencial e segurança eletrônica, anunciou o início das obras de sua nova sede em Limeira, no interior paulista. O projeto está orçado em mais de R$ 100 milhões, e deve ser entregue no segundo semestre de 2020.

O empreendimento tem conceitos de indústria 4.0 na produção de componentes mecânicos. Ele também abrigará um centro de pesquisa e desenvolvimento de padrão global do grupo Nice, cujas receitas consolidadas chegaram a 368,2 milhões de euros em 2018.

O projeto, que deve ocupar área de 16,5 mil m², é de autoria do arquiteto e designer italiano Mario Cucinella e almeja receber certificação LEED (Leadership in Energy and Environment Design) após construído.

“O Brasil representa um mercado estratégico para a Nice, contribuindo de forma relevante para nosso crescimento na América do Sul, que representa 10% das nossas receitas internacionais. A ampliação da sede brasileira de Limeira faz parte de um plano de investimentos mais abrangente, que este ano também contou com a modernização das instalações em Santa Rita do Sapucaí (MG) e São Caetano do Sul (SP)”, diz Roberto Griffa, CEO do grupo Nice. “O novo projeto de Limeira faz parte de uma visão mais ampla da Nice em termos da Indústria 4.0 em sua extensão máxima, que chamamos de Smart Factory 5.0, uma alavanca essencial para apoiar o crescimento do grupo e desempenhar um papel fundamental tanto no mercado nacional quanto no internacional. Em nível local, permitirá que a empresa reformule o processo de fabricação, obtenha eficiência e atenda melhor aos desafios do mercado”, completa.

Energia solar, uso de água da chuva e zero emissões de carbono
O complexo, projetado por Mario Cucinella possui 4 mil metros quadrados de painéis fotovoltaicos capazes de fornecer toda a energia elétrica necessária para a operação nos dias de sol, além de possuir um tanque de água de 500 metros cúbicos, que armazena água da chuva para fins de reutilização. Já a fábrica, graças à combinação entre aumento da massa térmica e ventilação natural contínua, opera durante todo o ano no modo de funcionamento livre (sem necessidade de aquecimento ou resfriamento).]

A cobertura, com uma forma pontiaguda que remete a uma folha tropical pousando suavemente, é a principal característica da arquitetura e o dispositivo ambiental passivo mais importante, capaz de oferecer proteção à radiação solar direta durante os meses mais quentes do ano, reduzindo em 47% da radiação incidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *