Nokia cria em SP seu escritório mais high tech do mundo

Da Redação – 11.05.2017 –

Prédio tem rede totalmente em fibra óptica e sedia operação da AmPrancha para 3D Prancha para 3Dérica Latina. Velocidade de transmissão de dados é 100 maior do que em redes metálicas

Empresa icônica do mundo de telecomunicações sem fio, a finlandesa Nokia, ironicamente, inaugura o que seria o primeiro prédio totalmente conectado via fibra óptica de São Paulo. A diferenciação faz sentido: embora o acesso óptico venha avançando nos edifícios inteligentes, geralmente a infraestrutura interna é uma combinação do cabeamento óptico até certo ponto com redes de cabos metálicos ao longo dos andares. No caso da fabricante europeia, os cabos seriam todos na velocidade da luz. Isso significa que a transmissão de dados e de voz ocorre em cima da infraestrutura óptica.

“Somos o primeiro escritório da empresa no mundo a ter disponível a tecnologia de fibra óptica, com tráfego 100 vezes mais potente do que o de um cabo de cobre”, explica Cleri Inhauser, diretor de Estratégia e Operações de Negócios para a América Latina da Nokia e Diretor Geral da Nokia no Brasil.

A base tecnológica do prédio são as redes locais passivas ópticas, tradução para Passive Optical LAN ou POL. Resumidamente: cada um dos 800 profissionais que trabalham no edifício podem fazer sua conexão via um link óptico em todas as áreas do prédio. Segundo a companhia, “os dados relativos a e-mails, conferências, chamadas de voz, câmeras de segurança, controle de acesso são transmitidos via raios lasers”. Adicionalmente, a rede também é oferecida na versão sem fio, Wi-Fi, como já é comum em qualquer ambiente corporativo.

Outro aspecto inovador do prédio é a ativação da rede óptica, que na verdade, são duas infraestruturas redundantes: uma por baixo do piso e outra dentro do forro. A rede do piso será responsável pelos cabos físicos em mesas e espaços de reuniões, por meio de aparelhos telefônicos. Já nas estações de trabalho, a cada quatro posições, haverá uma possibilidade de conexão pelo cabo de rede, pois a principal conexão será feita via WiFi, controlada pela rede do forro, juntamente com as câmeras de vídeo.

Na prática, a arquitetura de rede já reduz um problema comum em grandes prédios corporativos, que é compartilhamento da banda. De acordo com a Nokia, o projeto foi dimensionado para criar uma infraestrutura redundante e com maior capacidade de transporte de dados.

O prédio também inova por não ter salas específicas para as diretorias e a presidência e os colaboradores não têm mesa fixa. Também não há gaveteiros nem telefones fixos. E como funciona o telefone? Resposta: todos usam softphone acessado via laptop ou celular. Para imprimir um documento a operação envolve o envio para um sistema sistema chamado de follow-me printer. A retirada do documento impresso é feita com uso no crachá em qualquer impressora do escritório.

Mais um ponto em destaque é a preocupação da Nokia com o meio ambiente. A iluminação do novo escritório é de LED e os espaços foram pensados para aproveitar a luz natural do dia. Além disso, foi instalado um sistema para o reúso da água de chuva.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *