Nova plataforma da Siemens reforça digitalização das smart grids

Redação – 10.03.2021 –

A Siemens Energy apresenta no Brasil a plataforma Sensproducts, direcionada ao gerenciamento de ativos, como os de subestações e de equipamentos de pátio das distribuidoras de energia. Segundo a companhia, o monitoramento remoto e em tempo real otimiza as operações e reduz riscos de acidente.

Com a tecnologia, os ativos de uma subestação de alta tensão, por exemplo, são conectados e transmitem dados para a nuvem, de onde um canal de informação paralelo transmite as informações para o sistema de supervisão, controle e aquisição de dados (SCDA) presente da plataforma. Os dados são analisados por algorítimos e garantem controle e proteção para as redes elétricas.

A plataforma Sensproducts conta com as tecnologias Sensgear e Sensformer, que têm conectividade inteligente e podem ser aprimorados com o gêmeo digital, de forma que o comportamento do equipamento é simulado quase que em tempo real. Com isso, a plataforma oferece insights como sobrecargas temporárias e poupa impactos indesejados nas subestações.

Para a Siemens Energy, a inovação atua como um facilitador para operadores e gestores, pois fornece uma visão do consumo energético dos ativos e informações de temperatura do transformador. Além disso, a digitalização ajuda a detectar precocemente vazamentos de gás e óleo, evitando a poluição do meio ambiente. “O lançamento da linha Sensproducts estabelece um novo padrão para a transformação digital do negócio de transmissão. As operadoras de rede serão beneficiadas com maior confiabilidade e disponibilidade, além de maior desempenho operacional”, diz Geraldo Filho, head de produtos de alta tensão da Siemens Energy no Brasil.

A proteção de dados é outro destaque da solução, segundo ele. Os dispositivos são conectados por meio de um gateway de Internet das Coisas (IoT), que transmite com segurança informações essenciais com criptografia de ponta a ponta, e está em conformidade com padrões internacionais de segurança cibernética.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *