Obras podem gerar até 100 kg de material reciclável por m2

Da Redação – 11.10. 2018 –

Estudo da Sobloco Construtora mostra que a maior parte resíduos é concreto, argamassa e alvenaria

Com a experiência de 15 anos reciclando materiais em canteiros de obras, a Sobloco tem dados para mostrar que a geração de resíduos recicláveis pode chegar a 100 kg de material por metro quadrado, a maior parte resíduos de concreto, argamassa e alvenaria. De acordo com a construtora, é possível ainda gerar receita com a venda os subprodutos, incluindo PVC e latas, para empresas terceirizadas.

“Quando você implementa um sistema de reciclagem dentro dos canteiros de obra, você otimiza a construção, pois gera menos resíduos, diminui o desperdício, deixa o ambiente mais organizado e seguro e desperta a consciência dos colaboradores sobre a importância da organização”, explica Nagib Anderaos Neto, diretor da empresa de planejamento urbano Sobloco.

Destinação correta é obrigação da construtora 

Segundo o engenheiro da Sobloco Wlademir Sega, a destinação ambientalmente correta dos resíduos da construção é responsabilidade do gerador. “Apesar de existirem leis sobre a correta classificação e descarte, muitos canteiros de obras ainda não aderiram a isso”, explica o profissional. “Isso torna-se um entrave para as empreiteiras, principalmente as que não têm experiência nesse processo, pois a quantidade de material gerado pode ser enorme”.

Além da economia decorrente da organização e redução do desperdício, a adoção desse procedimento resulta em reconhecimento. No caso da Sobloco, a empresa passou a adotar esse plano de ação em 2002, na política ambiental do empreendimento Riviera de São Lourenço, bairro planejado de Bertioga, cidade do Litoral Norte paulista. Essa expertise rendeu-lhe prêmios como o Master Imobiliário – Categoria Meio Ambiente, organizado pelo Secovi/SP, e o Liberdade, Igualdade e Fraternidade (LIF), outorgado pela Câmara de Comércio França-Brasil.

About the Author

Related Posts

Deixe uma resposta

*

Este post foi visto 185 vez(es).