Saneamento: o patinho mais feio da infraestrutura

Da redação – 31.01.2017 –

Documentário do Instituto Trata Brasil faz uma radiografia do setor e mostra, entre outros dados, que mais de 35 milhões de pessoas ainda não tem acesso a água tratada

Os projetos de saneamento básico reaparecem na agenda pública, com a eleição de novos prefeitos, porém o quadro continua preocupante. Mais do que informações – caso do gap citado acima – o depoimento de quem vive a realidade da falta de infraestrutura fala mais alto. É o caso do documentário A Realidade do Saneamento Básico no Brasil, produzido pela Kurundu Filmes e que entrevistou moradores de regiões críticas de São Paulo e Porto Alegre, bem como personalidades que colaboram com o Instituto Trata Brasil (embaixadores).

Segundo o Instituto, o objetivo do filme é mostrar problemas reais enfrentados diariamente pela falta desse direito fundamental: ter uma água boa para beber e nossos esgotos coletados e tratados. No filme, é possível ter uma dimensão dos transtornos à saúde causados, como as mais de 400 mil internações anuais por diarreia, segundo o IBGE 2014, além da correlação da falta de saneamento básico com a proliferação do mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue, chikungunya e zika).

Clique aqui para ver o documentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *