São José do Rio Preto terá evento presencial com provedores regionais

Redação – 17.09.2021 – FTTH Meeting acontece na cidade paulista em 24 de setembro, com plataforma interativa para geração de negócios

A próxima edição do FTTH Meeting, encontro tradicional dos provedores regionais de serviços de telecomunicações, acontece na forma presencial em São José do Rio Preto no dia 24 de setembro. O encontro será no Ipê Park Hotel e seguirá todos os protocolos de segurança padrão. A inscrição pode ser feita no site.

Além da feira e exposição de produtos e serviços que atendem o mercado de provedores, o FTTH Meeting terá espaços para networking, que é uma das características do encontro. A programação de palestras e painéis de debate pode ser consultada aqui e tem como principal assunto a implantação de redes ópticas, atualmente liderada no Brasil pelos provedores regionais.

Outra novidade da edição de São José do Rio Preto é a adoção de uma plataforma para as rodadas e sessões de negócios. A solução tem sido adotada para a realização de eventos híbridos, que combinam a audiência presencial e online, e permite vários tipos de interação, desde que autorizada pelo usuário.

O FTTH Meeting Business, espaço dedicado aos expositores, tem diversas empresas confirmadas como participantes: AGC Telecom, Bluecom, Datacom, Fibersul, GBX ISP Consult, Redex Telecom, RG Soluções, Rosenberger e Tenda Technology. O produtor de conteúdo Telecom Raiz também é parceiro do FTTH Meeting em São José do Rio Preto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Podcast

    Redação InfraDigital – 20.10.2021 – Pesquisa aponta que 88% dos bancos investiram em UX em 2019, de olho em novas experiências 

    O início da pandemia de covid-19 interrompeu a digitalização do mercado financeiro no Brasil, aumentando em 17% a circulação do dinheiro em espécie no País. O índice foi resultado da entrada do auxílio emergencial de R$ 600 (que chegava a R$ 1200 para famílias chefiadas por mães solo) e por pessoas que guardaram o dinheiro em casa por segurança. No entanto, a praticidade que os meios digitais de pagamento, como o Pix, trazem podem mudar essa realidade. 

    No último podcast da segunda temporada de “O Futuro do Dinheiro”, especialistas do mercado discutiram as mudanças que o setor financeiro tem passado. Fabiano Sabatini, especialista em IoT da Intel, lembrou da pesquisa Digital Banking Report, da consultoria Infosys, que aponta que 88% dos bancos aumentaram o investimento em tecnologia para gerar uma melhor experiência ao cliente. 

    Esse investimento se reflete, por exemplo, na adoção do open banking, como lembra Matheus Marcondes Neto, especialista da Diebold Nixdorf. Além de citar diversos exemplos de tecnologia, ele destacou a simplificação que isso geral ao segmento financeiro, permitindo que clientes possam integrar seus dados entre diferentes serviços bancários para obter melhores soluções. 

    Outro exemplo da digitalização é a integração entre os ambientes físicos e digitais, que já acontece hoje. Aplicativos de diferentes bancos já mostram onde o cliente pode encontrar caixas eletrônicos que atendem a marca e até começar o processo de saque pelo smartphone, como melhor explica Neto no episódio do podcast. 

    O desafio está não só em apresentar melhores experiências, mas também garantir a segurança nos processos sem que isso se torne um incômodo. Sabatini explica que, por isso, os caixas eletrônicos podem contar com tecnologia Intel para garantir a otimização da criptografia. Funciona de forma parecida com o WhatsApp: ele criptografa os dados do cliente ao sair da máquina de autoatendimento até entrar na rede do banco da pessoa. Segundo Neto, da Diebold Nixdorf, isso garante que o cartão não seja clonado, por exemplo. 

    Confira o episódio completo: