Silêncio no museu: tecnologia pode eliminar ruído do metrô no Masp

Por João Monteiro 11.09.2015 –

Sistemas de borracha diminuem vibrações em até 90%, protegendo a estrutura física dos arredores do metrô e reduzindo perturbação no museu.

Processo de instalação dos Pad's (produtos à esquerda) em trilhos ferroviários (foto: divulgação Vibtech).
Processo de instalação dos Pad’s (à direta) em trilhos ferroviários (foto: divulgação Vibtech).

O Museu de Arte de São Paulo (Masp) vem enfrentando um incômodo em uma de suas salas do subsolo. É que os trens da Linha Verde do metrô paulistano causam um ruído quando passam, perturbando os visitantes. A vibração que o trem transmite para o solo também pode comprometer a infraestrutura das construções próximas ao longo do tempo. Para enfrentar isso, a Vibtech, empresa especializada em tecnologias para reduzir vibrações e ruídos, está desenvolvendo uma solução específica.

Douglas Carvalho, técnico de métodos e processos, explica que as lajes suspensas são construções de concreto elevadas acima do contra piso da via onde o trem passará. Em baixo delas, vão os pad’s, estruturas de borrachas que absorvem a vibração dos trilhos, diminuindo em até 90% os ruídos nas frequências de 6, 10 e 14 hertz. “O produto ainda está em fases de testes laboratoriais e aprovação”, conta Carvalho.

A Vibtech já atende tanto trens de carga quanto de passageiros, fornecendo equipamentos para os trens da Vale e do metrô de São Paulo e Brasília, entre outros. A empresa também atua em outras áreas, como mineração, industrial e militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *