Telefonica implanta nova infraestrutura de rede na Espanha

Da Redação – 16.09.2015 – 
Planta adota tecnologia de roteadores da Juniper Networks e terá capacidade de até 80 Tbps, com funcionalidades de rede definida por software (SDN)
A Telefonica, operadora com quase 330 milhões de assinantes em nível mundial, escolheu a Juniper Networks como mais um parceiro na construção de sua rede de nova geração (NGN). Nesse caso, a fabricante norte-americana vai ser responsável pela infraestrutura de NGN da operadora na Espanha. A nova planta deve entregar serviços de banda larga fixa e móvel, TV de alta velocidade para usuários residenciais, assim como os serviços em nuvem para empresas. A entrega acontece por meio de uma única rede IP e o coração do projeto são os roteadores MX da série 3D Universal Edge da Juniper.
Tecnicamente, os roteadores dessa série concentram os serviços por atacado, residencial e empresarial em uma única infraestrutura IP fim-a-fim. Formados por um conjunto de chipset programável Junos Trio e pelo sistema operacional Junos, os roteadores estão prontos para as funcionalidades de redes definidas por software (SDN) e podem ter um escalonamento de capacidade de até 80 Tbps. De acordo com a Juniper, a nova rede fornece à Telefónica proteção do investimento e densidade para atender a crescente largura de banda e as demandas por serviços de seus clientes no longo prazo.
Nova rede totalmente IP permite ativação rápida de serviços
A nova infraestrutura deve proporcionar ainda maior capacidade e desempenho para as funções de vídeo, inclusive multicast IPTV, DVR (digital video record), serviços catch-up (que repetem a exibição de séries ou programas de TV) e banda larga fixa e móvel. Também estão incluídos serviços de voz, VPN (rede privada virtual) empresarial camadas 2 e 3, além de agilidade e flexibilidade para criar e lançar novos serviços.
“Estamos realizando avanços para simplificar e modernizar nossa rede e oferecer serviços diferenciados que melhorem consideravelmente a experiência do cliente”, diz Joaquin Mata, diretor de Tecnologia da Telefónica de Espanha. De acordo com ele, a nova planta IP simplificará a conectividade com um trajeto contínuo, desde o acesso até os serviços, e reduzirá o número de conexões a serem percorridas. “Ela também será mais rápida para provisionar, reduzindo o tempo de ativação dos serviços, facilitando sua operação e manutenção”, conclui o executivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *