Telefônica Peru ativa sua primeira rede comercial definida por software

Da Redação – 11.02.2016 – 

Operadora adota tecnologia da fabricante chinesa Huawei em infraestrutura física óptica, inclusive de longa distância. 

Imagine que você é um cliente corporativo de uma operadora de telecomunicações e precisa aumentar a velocidade de sua rede. Hoje, apesar do avanço da tecnologia, a intervenção humana ainda é um gargalo: é preciso contatar a central da operadora, solicitar o serviço e… aguardar o envio do técnico. Bom, o conceito de rede definida por software (SDN, da sigla em inglês) muda isso: o processo passa a ser feito remotamente, via comandos da operadora ou mesmo do próprio cliente.

É o que acaba de acontecer com a Telefônica Peru que adotou o SDN para parte de sua rede IP óptica. Ou seja, a infraestrutura física continua sendo óptica, assim como o IP mantém-se como protocolo, mas várias funções de ativação de serviços passam a ser feitas via software, com redução de custos operacionais e maior agilidade para a oferta de novos produtos pela operadora.

A infraestrutura recém lançada é a primeira rede comercial com essa configuração – SDN IP Óptica – da Telefônica Peru e só entrou em ativação após os testes iniciais. No caso da Huawei, o novo contrato soma-se a mais de três dezenas de redes SDN em nível mundial, incluindo interligação de data centers e redes metropolitanas.

“Com essa solução, podemos desenvolver rapidamente mais serviços inovadores para atender aos vários requisitos de clientes e melhorar nossa posição competitiva no mercado de telecomunicações do Peru”, diz Pedro Planas, CTO da Telefônica Peru. Para Zha Jun, presidente da Linha de Produtos de Rede Fixa da Huawei, o desenvolvimento desse projeto é uma das formas de fomentar a otimização do tráfego de rede. “Nossa parceria está estimulando o rápido desenvolvimento da indústria SDN”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *