Trabalhadores da construção e mineração estão entre os mais viciados dos EUA

Redação (com reportagem do Equipment World) – 01.09.2020 –

A compilação dos testes de drogas pela coleta de urina mostra que os trabalhadores da construção foram percentualmente os que mais usam cocaína nos Estados Unidos em 2019. Pelos dados do Quest Diagnostics Drug Testing Index, divulgados na semana passada, 0,35% dos profissionais do setor tiveram a substância detectada em seus organismos. A segunda indústria com maior índice foi a de hospedagem e alimentação, com 0,27%.

Apesar da dianteira nesse índice negativo, a taxa de 0,35% é a menor do setor nos últimos cinco anos. Outro dado positivo é que entre os trabalhadores que fazem uso de maconha, a construção civil não é o principal setor. Ela ocupa uma posição intermediária, com média de 2,2 usuários a cada 100 testados. Na avaliação de todos os setores industriais, o índice é quase o dobro: 4,2%.

Já a mineração tem destaque negativo no uso de derivados de ópio. O setor é o que apresentou a maior taxa (0,57%) entre todos os avaliados. O índice está em queda desde 2016, quando chegou a 0,73%. Nesse teste, os trabalhadores da construção tiveram índice de 0,19% por cento da construção.

Veja, no quadro a seguir, mais detalhes da pesquisa e leia a reportagem completa da Equipment World neste link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *