Volvo Penta amplia faixa de motores para grupos geradores

Da Redação – 20.10.2017 –

A divisão de motores da Volvo – Penta – começou a importar dois modelos de 16 litros para equipar grupos geradores de até 800 kVA de capacidade de geração. Eles são derivações de motores automotivos e representam uma evolução no range de propulsores oferecidos pela empresa ao mercado de geração de energia, que antes ia de 85 a 757 kVA. Os lançamentos também validam a estratégia da fabricante de derivar motores da linha automotiva para o mercado de energia, em detrimento das linhas industriais, mais tradicionalmente adotadas em grandes grupos geradores e com menos rede de assistência técnica, menor penetração de mercado, etc.

Segundo João Luiz Zarpelão, diretor de vendas industriais da Volvo Penta, os novos motores têm a mesma base dos demais propulsores de 16 litros da marca, o que facilita instalação e manutenção. “Os lançamentos tiveram adequações de componentes para atuar com foco na geração contínua de energia, o que é uma demanda crescente e que ficará ainda maior com a retomada do crescimento econômico, quando a necessidade de energia própria será essencial para projetos críticos como termoelétricas, complexos petroquímicos, mineração, construção pesada e outras atividades de grande consumo”, diz ele.

Na avaliação do executivo, a utilização de motores mais compactos – como ele classifica serem os novos de 16 litros – é uma tendência por consumirem menos combustível, ocuparem menos espaço e reduzirem desperdícios. “Grupos geradores com capacidade acima de 800 kVA são muitas vezes subutilizados, atendendo demandas menores do que as suas capacidades e, consequentemente, gerando custos desnecessários com combustível e ocupação de espaço físico nas operações”, diz ele. “A tendência é ter equipamentos mais compactos e econômicos trabalhando em paralelo quando houver grande demanda de geração de energia”, completa.

Ele explica que os novos motores equipam grupos geradores aplicados em situações de emergência (stby), horário de ponta e uso contínuo.

Os motores ainda prometem gerar mais energia por cilindrada em comparação a outros modelos avaliados pela Volvo Penta. Com isso, acredita a fabricante, fica estabelecido um novo padrão para geração autônoma por grupos geradores, que seria de até 800 kVA trabalhando a 1.800 rpm, com o motor de modelo TWD1645GE, e de até 752 kVA a 1800 rpm com o modelo TWD1644GE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *