5G deve impulsionar vendas de torres e postes de aço galvanizado

Redação – 03.12.2020 –

A indústria brasileira Brametal acredita que o 5G deve impulsionar o mercado de torres e postes de aço galvanizado. Com três unidades fabris – Linhares (ES), Criciúma (SC) e Sabará (MG) – a empresa diz estar preparada para atender a demanda e vislumbra avanços em outros mercados, como energia eólica e solar.

“Temos acompanhado toda evolução da tecnologia e da comunicação no Brasil. E agora com a chegada do 5G, vai ser preciso muitas torres, tanto treliçadas quanto as em formatos de postes para colocar os repetidores por todo o país. O 5G vai exigir muito dos fabricantes nacionais de estruturas metálicas para essa nova tecnologia e, há mais de três anos, a Brametal já está preparada para isso”, diz Alexandre Schmidt, Diretor Comercial e Marketing da Brametal

Segundo ele, essas novas estruturas metálicas terão especificações diferentes para receber o 5G, assim como os equipamentos que vão dentro das torres. “Os projetos de torres monotubular deverão ser os mais utilizados por oferecer condições de instalar equipamentos dentro da estrutura, como um poste de aço com espaço dentro. Então, são produtos específicos calculados para suportar essas novas tecnologias”, diz.

A partir de 2021, a Brametal planeja entrar também no mercado de iluminação pública, fornecendo postes, braços e suportes. Outro setor que a companhia quer entrar mais forte é na área solar de estrutura fixa.
Recentemente, a Brametal teve um aumento de 60% em sua produção, já que em 2019 as fábricas produziram 112,5 mil toneladas, e deve ultrapassar o volume previsto de 180 mil toneladas de estruturas metálicas – o que já é um recorde das Américas em volume dentro do setor de geração, transmissão e distribuição de energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *