A nova era da automação inteligente nas concessionárias de energia

(*) Octavio Brasil – 05.11.2021 – 

A modernização da medição permite realocar pessoas para atividades mais inteligentes e produtivas.

A medição do consumo de energia, realizada por meio de visitas mensais de funcionários das concessionárias em todos os imóveis, começa a ganhar um novo formato.

Além das evoluções tecnológicas do setor, o sistema de telemetria inteligente é importante também, nesses tempos que vivemos, para preservar a saúde dos funcionários e dos clientes, garantindo o fornecimento de eletricidade e adequando-se a novos padrões de consumo decorrentes da adoção do home office e do home school de forma maciça.

Outro movimento que tem se notado é aceleração dos planos de modernização da medição, priorizando investimentos em redes inteligentes.

Algumas soluções já contam, inclusive, com tecnologia de inteligência artificial, o que permite desenvolver modelos de análise de dados mais complexos e capacidade contínua de evolução e aprendizado de máquina, representando um grande avanço nas estratégias de combate às perdas, por exemplo.

Essa velocidade, no entanto, não se verifica de forma linear, uma vez que cada distribuidora possui planos específicos de investimentos, quase sempre de longo prazo, além de empreender em diversos programas importantes concomitantemente. Fato é que todas estão inserindo a medição remota em seus projetos prioritários.

A automatização dessa atividade requer a implementação e instalação de novos equipamentos, como medidores eletrônicos inteligentes, módulos de comunicação com inteligência de campo embarcada, serviços de comunicação de dados 3G, 4G, IoT e softwares para gerenciamento e análise desse grande volume de dados, o Big Data.

Com sistemas de automatização de tarefas repetitivas, não só se aumenta a assertividade como também permite-se que os analistas de medição se dediquem a atividades mais importantes, preventivas e corretivas, que garantem a melhoria contínua do fornecimento.

As novas tecnologias de comunicação e a modernização da medição do fornecimento e do consumo trazem vantagens para todos, afinal, os dados são recebidos com segurança e sem erros de leitura, o que possibilita um planejamento de compra para o fornecimento e distribuição da energia elétrica mais preciso e a capacitação da mão de obra de campo para novas atividades, como análise contínua dos dados, bem melhor do que analisar apenas uma vez por mês para emitir a conta, o que favorece a qualidade do serviço de forma mais preditiva e proativa.

À medida que o país segue essa tendência de modernização, em breve será possível a participação de pequenos consumidores no mercado livre de energia, o que possibilita inclusão até de consumidores residenciais, como ocorre em outros países.

* Octávio Brasil é gerente de marketing da CAS Tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *