ARJ Company amplia oferta óptica para mercado de provedores regionais

Redação – 10.05.2019 – 

Empresa agrega novos produtos e prepara lançamento de máquina de fusão e dispositivos para rede GPON

Marca americana é parceira da ARJ Company no Brasil na área de instrumentos para rede

 

A distribuidora de produtos para rede de telecomunicações localizada na capital paulista, atua no mercado de provedores regionais a nível Brasil há cinco anos e replica no segmento a mesma estratégia de atendimento para grandes operadoras: oferta completa para redes ópticas. Na Future ISP, feira e congresso que acontece em Olinda até essa sexta-feira (10), a companhia paulista mostra os modelos de OTDR da parceira Deviser Instruments, e a caixa de terminação óptica NAP, da 3M como dois dos destaques.

A dupla de produtos explica bem o enfoque da ARJ, ou seja, instalação e teste de redes ópticas. Márcio Serpa, consultor de Vendas da empresa, explica que a parceria com a 3M, por exemplo, amplia o leque de opções, uma vez que a própria ARJ já tinha uma linha de caixas NAP própria, mas com precificação diferenciada. “Temos mais de 900 itens catalogados para distribuição, o que significa atender tudo o que um provedor regional precisa em termos de rede externa” com produtos de qualidade, resume Serpa.

Já os dois modelos de OTDR da Deviser mostram que a ARJ está atenta à tendência de compra desse produto por parte dos provedores regionais. Antes limitados inicialmente à máquina de fusão, as operadoras de pequeno e médio porte estão investindo na aquisição dos dispositivos como parte do pacote para a instalação de rede. Serpa adianta que a ARJ, de olho na compra combinada de OTDR e máquina de fusão, deve incluir essa última brevemente no escopo de produtos.

“No caso de equipamentos de teste é preciso ter uma estrutura de atendimento, incluindo reparo”, adverte o consultor de vendas. De acordo com ele, a ARJ tem dois parceiros externos para o serviço de manutenção dos equipamentos Deviser, um em São Paulo e outro em Belo Horizonte. Os OTDRs também têm garantia de 2 anos. Serpa avalia que a mesma sistemática deve acontecer para a oferta de máquina de fusão, que terá a marca da ARJ.

A atuação em redes GPON é outra novidade da companhia. A empresa deve lançar dispositivos ONU e OLT, respectivamente, terminal de rede óptica e terminal de linha óptica. Ambos fazem parte da arquitetura de rede passiva óptica em gigabit (GPON) e ampliam ainda mais a participação da empresa no segmento de provedores regionais, mercado que representa cerca de um terço do faturamento atual da companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *