Belo Horizonte começa o ano reestruturando tarifas do metrô

Redação – 08.01.2020 –

Reequilíbrio tarifário foi iniciado no domingo (05/01), coordenado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra)

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que administra o sistema de metrô da capital mineira, implementou mais uma etapa do reequilíbrio tarifário unitário previsto. Como a mudança afeta também as linhas de integração de ônibus, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) participa do processo. Em resumo: haverá uma diferença de R$ 0,25 no valor das tarifas, reajuste que será totalmente repassada à CBTU.

“Para os passageiros que não utilizam a integração com o metrô, as tarifas dos ônibus metropolitanos permanecem inalteradas. No cálculo das novas tarifas de integração, as empresas de ônibus continuarão recebendo os mesmos valores, sendo a diferença do reajuste totalmente repassada à CBTU”, detalha a Seinfra.

Segundo a Secretaria, as empresas de ônibus da capital operam as 124 linhas integradas ao metrô e devem adotarem providências para a cobrança dos novos valores da tarifa reajustada, incluindo cartazes afixados dentro dos ônibus, informando a nova tarifa de integração.

A CBTU ainda vai implementar mais uma recomposição tarifária, em 7/3/2020. Antes da data, a Seinfra vai comunicar as alterações na tarifa integrada das linhas metropolitanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *