Big Brother do concreto também começa agora

Por Rodrigo Conceição Santos – de Las Vegas – 24.01.2018 – 

Olhar, em tempo real, o que acontece com a mistura de concreto enquanto ela é transportada pelo caminhão betoneira já é possível. Isso graças a uma tecnologia da desenvolvedora de softwares para construção civil Command Alkon. Ela foi apresentada nesta semana, durante a World of Concrete, em Las Vegas.

Com o Commandassurence, a qualidade da mistura pode ser melhor controlada pelas concreteiras e construtoras, que conseguem aferir o slump, temperatura, volume ou outras propriedades por todo o trajeto de transporte do concreto até o ponto de aplicação na obra.

“Ter uma visão em tempo real, e com histórico de dados, das propriedades da mistura fresca é uma virada de jogo para os nossos clientes de concreto usinado”, diz Monty Newport, vice-presidente sênior de vendas e serviços. “Como o Commandassurence permite obter visibilidade das propriedades da mistura no trajeto entre a usina e a obra, ele ajuda nas metas de redução de custos com a aplicação desnecessária de produtos durante o deslocamento do caminhão betoneira”, salienta ele.

Além disso, elimina definitivamente o “achômetro” dos operadores de betoneira, que acham ser necessário um pouco mais de água, ou um pouco de aditivo, etc.. Essa prática, diga-se de passagem, é bastante comum no Brasil.

Com o registro dos dados de cada viagem, as concreteiras e construtoras também podem avaliar parâmetros de qualidade para otimizar misturas futuras. “Estes dados também asseguram que os requisitos de especificação de qualidade e trabalho sejam cumpridos, ao mesmo tempo que proporcionam uma melhoria de segurança para as construções que receberão essas misturas”, conclui Newport.

O jornalista Rodrigo Conceição Santos, publisher do InfraROI, cobre a edição 2018 da WOC a convite da Informa Exhibitions, organizadora do evento e parceria de mídia do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *