Brasil tem 137 mil pontes que precisam de manutenção periódica

Redação – 29.08.2019 –

Ativos representam um patrimônio de R$ 260 bilhões, segundo Instituto Brasileiro do Concreto

A manutenção periódica nas pontes é solução para evitar os colapsos recentes nesse tipo de infraestrutura. A opinião é do presidente do Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon), Júlio Timerman, que participou nessa quarta da Paving Conference 2019 em São Paulo. De acordo com ele, o país tem um acervo de 137 mil pontes, avaliadas em R$ 260 bilhões. Apesar dos ativos, o Brasil sofre com a falta de recursos para a inspeção e monitoramento das estruturas. Para efeito de comparação, os Estados Unidos consomem 2,5% do valor estimado de seu patrimônio em manutenções e inspeções periódicas.

Segundo Timerman, um dos pontos mais vulneráveis nas pontes e viadutos são as juntas de dilatação. Ele destacou que os reparos no país são feitos sem projetos, levando a outro problema no pavimento: a sobrecarga. “Essa atitude consiste em colocar mais concreto sobre o pavimento, aumentando a espessura, criando uma carga morta, sem efeito estrutural, mas de impacto sobre a capacidade portante da ponte ou viaduto. Este é um problema comum enfrentado pelas concessionárias e acarreta muitos custos de manutenção”, destacou.

Timerman enfatizou a importância das inspeções regulares e preventivas das estruturas, seguidas por correções das patologias de acordo com as técnicas já disponíveis no país, como uma das boas práticas para se evitar o colapso e o prejuízo total das estruturas. O diagnóstico antecipado pode preservar, inclusive, patrimônios arquitetônicos. O caso mais recente é o da Ponte Imperial Dom Pedro II, em Cachoeiro (BA), que está sendo restaurada com apoio de um sistema de monitoramento online, com uso de sensores.

Na avaliação do Ibracon, os dados coletados permitem um diagnóstico preciso das condições de estrutura com impacto nos processos de manutenção. A combinação das modernas técnicas de inspeção, ensaios não-destrutivos e monitoramento estrutural permitem ainda prognósticos mais precisos do comportamento estrutural e facilitam as ações de correção preventiva.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *