BrPhotonics (BrP) recebe R$ 15 milhões da Finep

Da redação – 02.08.2016 – 

Agência paulista de fomento à pesquisa torna-se sócia da BrP, joint venture do CPqD e da norte-americana GigPeak.

A BrPhotonics (BrP), de Campinas, acaba de ganhar um sócio. Trata-se da Finep, agência paulista de fomento à pesquisa, que vai aportar R$ 15 milhões na empresa, dos quais R$ 10 milhões já foram alocados. O processo acontece por meio do FIP Inova Empresa e oficializa a informação que já circulava no setor pelo menos desde o começo do ano. Com isso, a empresa ganha mais fôlego para investir no desenvolvimento de componentes avançados para sistemas ópticos de alta velocidade (acima de 100 Gb/segundo).

“Com esse aporte da Finep, pretendemos acelerar a conclusão de produtos que vão incrementar nosso portfólio e ampliar as vendas da BrPhotonics em 2017”, afirma Júlio César Fernandes de Oliveira, presidente da empresa. “Nosso objetivo é integrar fotônica e microeletrônica em dispositivos destinados ao mercado de transmissores e receptores ópticos”, acrescenta.

Segundo a BrP, o segmento de comunicações ópticas não para de crescer, impulsionado pela demanda cada vez maior por capacidade de transmissão – determinada, principalmente, pelas aplicações e serviços na nuvem, de entretenimento on-demand e pelo processamento de grandes volumes de dados não estruturados (big data). Um dos principais objetivos da BrP seria o de atender essa demanda, por meio da convergência entre as tecnologias fotônicas e de microeletrônica.

Os planos da empresa incluem ainda tornar-se um dos players globais na área de dispositivos para sistemas avançados de comunicações ópticas, estratégia que vem sendo desenhada com vendas já formalizadas para cinco países: Irlanda, República da Coreia, Alemanha, Estados Unidos e Brasil. No acordo realizado entre os dois sócios iniciais, a troca envolveu a transferência de conhecimento, de propriedade intelectual e até de uma linha de produção instalada nos Estados Unidos (trazida para o Brasil).

Entre os principais produtos da BrP estão os dispositivos fotônicos integrados, modulador, em substrato de polímero e em silício, o receptor em silício, e o laser sintonizável de cavidade externa. Entre os dispositivos fotônicos integrados, alguns modelos já estão em comercialização; outros encontram-se em fase final de desenvolvimento ou qualificação. O portfólio da BrPhotonics inclui ainda os blocos de propriedade intelectual (IPs), que representam algoritmos responsáveis por habilitar a transmissão e recepção óptica para sistemas coerentes, em formatos adequados à utilização em chips microeletrônicos.

As instalações industriais da BrP, inauguradas no ano passado, são responsáveis pelo processamento e alinhamento de chips fotônicos destinados à utilização em sistemas ópticos de alta velocidade (de 100 Gb/s a 1 Tb/s), em redes de fibra óptica de longa distância ou metropolitanas (metro) e para prover conectividade em cloud computing. Para produzir esses componentes, foram montadas áreas limpas classe 100 (onde são fabricados os chips fotônicos) e classe 10.000 (que abriga a infraestrutura de empacotamento desses componentes).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *