Campinas prepara lote de concessões

Da redação – 08.11.2016 –

Prefeito reeleito aposta nesse modelo para contrabalançar orçamento da cidade, cujo aumento nominal será de apenas 6,6% em 2017.

Apesar de um orçamento de R$ 5,3 bilhões para o próximo ano, Campinas enfrenta o mesmo problema de várias outras cidades brasileiras: falta de recursos para investir em serviços públicos. A solução do prefeito reeleito, segundo reportagem de hoje do jornal Correio Popular, é abrir espaço para a iniciativa privada. A primeira iniciativa envolve a licitação para construção de abrigos em pontos de ônibus, que deve render uma outorga de R$ 4 milhões para a cidade e mais o percentual entre 2% e 3% das receitas de publicidade a serem veiculadas em 1,8 mil abrigos e cerca de 3 mil totens informativos.

A concessão para exploração da Zona Azul, estacionamento pago em vias públicas, é o próximo passo da prefeitura. Nesse caso, o contrato de concessão deverá envolver a trasferência da exploração do serviço por 15 anos, com a perspectiva de geração de R$ 600 milhões em recursos. A operação de duas grandes linhas de BRT envolve a terceira frente de concessões, mas o valor total não foi divulgado na matéria. Já a PPP para gestão de lixo poderá desonerar a cidade de parte do investimento previsto de R$ 400 milhões. O último grande lote inclui iluminação pública, mas também não há dados a respeito.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *