Cidades podem reduzir energia de iluminação em mais de 45%

Da Redação – 10.01.2018 –

Plataforma de gestão da operação em tempo real também pode ser aplicada para diminuir custos de coleta seletiva de resíduos

Com o nome comercial de City Landscape Manager, a solução da Indra permite que as prefeituras tenham uma operação centralizada e integrada de vários serviços públicos. As possibilidades de redução de custos operacionais foi mapeada pela empresa europeia e já tem uma aplicação real na cidade espanhola de Logroño. Segundo a companhia, os números apontam, entre outras otimizações, para uma redução de mais de 45% nos custos de energia para sistemas de iluminação e em 11% para a coleta seletiva de resíduos. Um outro recurso da plataforma é o uso de aplicativos móveis que dão informações sobre vagas de estacionamento e status de tráfego, reduzindo engarrafamentos.

No caso do gasto energético para acionar os sistemas de iluminação, a tecnologia foca em políticas de eficiência energética. A economia aconteceria pela mudança de luminárias LED e com a regulação por sistemas de comunicação entre máquinas (M2M). São recursos que permitem aumentar ou reduzir a intensidade da iluminação em função da detecção da presença de pessoas ou veículos. Ela também pode atuar no controle remoto dos edifícios com o consumo setorizado por pisos e salas, permitindo comparar os consumos para estabelecer políticas sobre temperatura em seu conjunto.

A coleta seletiva de resíduos pode ser melhorada com a utilização de sensores que controlam o nível de preenchimentos de contêineres. A otimização envolve a frequência e o tempo de coleta, reduzindo as horas de trabalho desnecessárias e contribuindo para a melhora do meio ambiente graças à redução do número de caminhões em circulação.

A solução da Indra também permite reduzir em mais de 35% o consumo de água para irrigação graças ao cruzamento de dados com o serviço de meio ambiente e meteorologia (por exemplo, o grau de umidade da terra e a previsão de chuvas), que fará com que se regue somente quando não tenha chovido e que se adapte a quantidade de água às necessidades de cada parque ou jardim.

“O City Landscape Manager é um centro virtual de gestão inteligente capaz de gerir de forma integrada tanto os eventos planejados e não planejados, cruzar a informação dos diferentes serviços e soluções verticais e melhorar a tomada de decisões” explica Alberto Bernal, diretor global de cidades inteligentes Indra. “Isso é possível graças às suas capacidades analíticas e de simulação, que permitem realizar predições a partir da reprodução de procedimentos de atuação utilizados em eventos similares do passado, para gerar serviços públicos cada vez mais adaptados às necessidades do cidadão” afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *