Cidades vão tirar veículos a diesel de circulação até 2025

Da Redação – 12/12/2016 –
Atenas, Cidade do México, Madri e Paris figuram entre as capitais que se comprometeram, na cúpula C40, a implantar sistemas de transporte mais sustentáveis.

A Cúpula de Prefeitos C40 (Cities Climate Leadership Group), que se reuniu na Cidade do México, resultou em um compromisso que pode impulsionar a adoção de meios mais sustentáveis de transporte urbano em todo o planeta. Os prefeitos de Atenas, Madri e Paris, juntamente com o anfitrião do encontro, se comprometeram a tirar de circulação os veículos a diesel no centro urbano de suas respectivas cidades, até 2025. Para isto, eles pretendem investir em novas tecnologias de mobilidade urbana, com maior prioridade para os pedestres, ciclistas e modais com baixa emissão de gases poluentes.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 3 milhões de pessoas morrem anualmente em todo o mundo devido a doenças relacionadas à poluição do ar, principalmente nos grandes centros urbanos. “Os prefeitos já se levantaram para dizer que a mudança climática é um dos maiores desafios que enfrentamos, assim como o problema da poluição do ar, que exige ações ousadas e para a qual contamos também com o apoio dos fabricantes de carros e ônibus para sua solução”, disse Anne Hidalgo, prefeita de Paris e nova presidente do C40.

O prefeito da Cidade do México, Miguel Ángel Mancera, destaca que, “ao expandir as opções alternativas de transporte, como o sistema metroviário e o BRT (Bus Rapid Transport), ao mesmo tempo em que investimos em infraestruturas de ciclismo, estamos trabalhando para aliviar o congestionamento das nossas vias e de nossos pulmões”. Por esse motivo, ele ressalta que as políticas voltadas à melhoria da qualidade do ar – descarbonizando os sistemas de transporte e promovendo alternativas à mobilidade urbana – também ajudam as cidades a cumprir a meta do Acordo de Paris.

Durante a cúpula de prefeitos, o C40 anunciou uma parceria de dois anos com a Johnson & Johnson, para apoio a programas climáticos do grupo com foco na melhoria da qualidade do ar e da saúde humana. O grupo de alcaides também anunciou que se unirá à Organização Mundial da Saúde e à CCAC (Climate and Clean Air Coalition), entidade da ONU, em apoio à campanha Breath Life, cujo objetivo é reduzir pela metade os 6,5 milhões de mortes causadas pela poluição atmosférica em todo o planeta.

A campanha, de âmbito global, envolverá apoio a governos municipais que desenvolverem projetos para a redução de emissão de gases nocivos à saúde, com foco nos setores de transporte, energia e resíduos. “Cerca de 92% da população mundial vive em locais onde os níveis de poluição atmosférica excedem o patamar seguro da OMS, mas trabalhando em conjunto com as cidades do C40 e outros parceiros, podemos ajudar a implementar as soluções mais eficazes para melhorar rapidamente a qualidade do ar”, afirma Helena Molin Valdés, chefe do CCAC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *