Cinco casos mostram que Viracopos não é o primeiro aeroporto a ser roubado

Nelson Valêncio – 18.10.2019 – 

Operações desse tipo geralmente envolvem milhões e são relativamente bem elaboradas. Roubo histórico da Lufthansa em Nova York, comemorou 40 anos em 2018

Apesar do noticiário político, o assalto ao Aeroporto Internacional de Campinas, em São Paulo, chamou a atenção do país. Em julho, uma quadrilha já tinha roubado a carga de uma mineradora em Guarulhos, totalizando 750 kg em ouro e outros metais preciosos. O valor? Entre 30 milhões e 40 milhões de dólares. Ontem, em vez do aeroporto internacional que atende a capital paulista, foi a vez do principal aeroporto do interior do estado. Segundo a polícia, 20 bandidos teriam participado da ação, três deles mortos, e o dinheiro recuperado. A ação não foi a primeira e nem será a última. Conheça outras ao redor do mundo:

Aniversário de 40 anos: o famoso aeroporto JFK, de Nova York, foi palco de um assalto histórico há 41 anos, envolvendo carga da Lufthansa. Em 2018, aliás, vários jornais recordaram o fato que chocou os Estados Unidos. Os bandidos chegaram de madrugada e estavam bem preparados, inclusive com o nome dos funcionários que precisariam render. Em função do comportamento violento da gangue, não houve resistência dos funcionários. Eles também foram ameaçados caso chamassem a polícia depois da fuga. Segundo as investigações, as ameaças foram claras: os ladrões conheciam o endereço de cada funcionário e iriam atrás deles caso as autoridades fossem acionadas antes de 15 minutos do final do roubo. A ação resultou em 5 milhões de dólares e outro milhão em diamantes.

Estilo Hollywoodiano em Johanesburgo: Já que estamos falando dos Estados Unidos, é hora de lembrar do roubo hollywoodiano que aconteceu em março de 2017, no aeroporto OT Tambo, de Johannesburgo, na África do Sul, o mais movimentado do continente africano. Ladrões disfarçados de policiais entraram numa área restrita e foram direto para os contêineres lotados de dinheiro. Não há confirmação do valor roubado, mas tudo indica que seria um assalto milionário e em vários tipos de moedas. Detalhe: não foi disparado nenhum tiro e não houve  feridos. De acordo com os investigadores, o roubo foi descrito como se fosse um roteiro de filme de Hollywood.

Caçada com helicóptero na Albânia: em abril desse ano, a polícia albanesa começou a investigar o roubo de várias malas de dinheiro que seriam embarcados num voo no Aeroporto Internacional de Tirana, capital do país do Leste Europeu. A quadrilha foi perseguida e, na troca de tiros, um dos bandidos foi morto. Um helicóptero foi usado na caçada para encontrar os outros membros, que aparentemente escaparam segundo o site Euronews. Outro jornal, o Albanian Daily News estima que o roubo tenha sido de 10 milhões de euros. A polícia albanesa investigou mais de 40 pessoas, prendendo inclusive a equipe de segurança do aeroporto, visto que vários outros roubos teriam ocorrido em tempos recentes.

Os diamantes são eternos, mas podem ser roubados: o assalto no aeroporto internacional de  Bruxelas totalizou 50 milhões de dólares. O butim foi retirado antes mesmo de ser embarcado num Fokker 100 operado pela Helvetic Airways em fevereiro de 2013. A ação foi realizada antes das oito horas da noite e, assim como na África do Sul, não envolveu o disparo de armas. Antes do roubo, os ladrões ficaram estacionados numa construção externa ao aeroporto e estavam armados com fuzis de assalto Kalashnikov e – não se espante – vestidos de policiais. Entraram na área restrita com dois carros pretos com luzes de sinalização no capô. Os diamantes estavam sendo transferidos de um carro blindado da Brink para o Fokker 100. O tempo entre o carregamento e a decolagem do avião era de 15 minutos e foi essa janela de oportunidade usada pelos bandidos, com acréscimo de 5 minutos.

Café pequeno em Dublin: Perto dos roubos milionários, a operação de uma quadrilha no aeroporto de Dublin, na Irlanda, foi café pequeno. Há 20 anos eles levaram um total de 100 mil libras em moedas estrangeiras de uma agência do Bank of Ireland dentro do aeroporto. Não havia equipe de segurança no local na hora do assalto – 5h45 da manhã – e os policiais que chegaram posteriormente estavam desarmados, fato comum no Reino Unido. As investigações indicaram que três homens de uma quadrilha do norte de Dublin teriam participado da ação. O ataque teria durado dois minutos e meio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *