Citrix complementa solução de redes definidas por software para WANs

Da Redação – 29.06.2016 – 

O limite entre redes internas e externas na área de telecomunicações não é tão estrito como há alguns anos, mas o conceito de WAN – um espaço intermediário entre as redes locais (LAN) e a infraestrutura física de longa distância – continua sendo um território importante. É nela que se faz grande parte da comunicação corporativa. De olho nesse universo, a norte-americana Citrix tem uma série de plataformas dedicadas ao gerenciamento do tráfego de dados entre os enlaces (links) das WANs corporativas. A mais nova dela é a SD-WAN.

Segundo Nuno Silveiro, engenheiro da Citrix e especialista em redes, uma das formas que a plataforma realiza o gerenciamento é a “leitura” de todos os links de internet disponíveis, identificando aquele que estiver menos carregado. Com essa avaliação, o SD-WAN seleciona o mais disponível para um novo transporte de dados. “É um gerenciamento automático que garante que o melhor link seja utilizado para o envio da informação, garantindo melhor experiência do usuário e maior confiabilidade”, explica o engenheiro. De acordo com ele, a tecnologia tende ainda deixar a rede, de modo geral, mais rápida, duplicando os pacotes de dados entre os links da rede. Essa característica também favorece o desempenho de VoIP ou videoconferência.

O SD-WAN opera com os conceitos de rede definida por software (SDN), ou seja, as intervenções na infraestrutura física como, por exemplo, a ativação de serviços, acontece via software e não manualmente. O SD-WAN pode atuar em diferentes tipos de hardware, máquinas virtuais e sistemas em nuvem, além de se adaptar a diferentes redes, inclusive as híbridas. “Um cliente com parte da rede instalada com infraestrutura tradicional – cabeada – e outra parte com tecnologia 4G também será atendido”, diz Silveiro.

A plataforma, criada a partir da percepção da Citrix de que a demanda por SDN tem crescido e ganhado espaço no mercado brasileiro, nasceu para agregar a família de produtos NetScaler, já tradicional na companhia. Além do SD-WAN, a linha conta com mais duas soluções, responsáveis por controlar as entregas de aplicações e também pela compressão dos dados em redes com baixa largura de banda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *