Coelba mede o “gato” de energia em sua área de cobertura em 2018

Redação – 21.02.2019 –

Ações contra fraudes recuperam energia suficiente para abastecer a cidade de Porto Seguro durante um ano

A concessionária baiana mediu o peso das fraudes em suas redes de distribuição após uma série de inspeções no ano passado e recuperou 255 gigawatt-hora de energia. Essa quantidade de energia poderia abastecer uma cidade como Porto Seguro durante um ano ou suprir 2,2 milhões de residências por um mês. Os números são resultado de mais de 170 mil inspeções feitas no ano passado.

As fraudes, pelo menos, são democráticas e há ilícitos em todo o tipo de consumidor, de comércio a frigoríficos. Os maiores casos de recuperação foram identificados em grandes fazendas produtoras no interior da Bahia. E como a concessionária recuperou? Investindo em  redes inteligentes, em ferramentas especializadas em detecção de fraudes, assim como em ações conjuntas com a polícia civil e peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

De acordo com a Coelba, a “quantidade de energia furtada contribui para tornar a conta de luz mais cara para todos os consumidores, já que o valor desse furto é levado em consideração pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para estabelecer o quanto a energia custa para cada área de concessão”.

Além do impacto na conta de luz, os furtos e fraudes de energia interferem na qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores. As ligações clandestinas sobrecarregam a rede elétrica, deixando o sistema de distribuição mais suscetível a interrupções no fornecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *