Companhia de saneamento do Espírito Santo anuncia obras para ampliação de sistemas em dois municípios

Redação – 11.08.2021 – Cidades de Castelo e Marechal Floriano vão receber estações de tratamento e outros serviços de melhoria de serviço 

A Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) assinou dois novos contratos para executar obras de implantação, reabilitação e ampliação de sistemas de esgoto e tratamento de água. Os municípios a serem atendidos serão Castelo e Marechal Floriano. As obras ficarão a cargo de um consórcio, do qual a Engeform Engenharia faz parte. Com isso, a empresa passa a ter cinco contratos de obras e prestação de serviço em execução simultânea no estado. 

No município de Castelo, localizado ao sul do Espírito Santo, o consórcio será responsável pelas obras de ampliação e melhorias do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES). Serão executados mais de 33,6 mil metros de rede coletora, ligando cerca de 2,5 mil domicílios e mais de 1,5 mil ligações intradomiciliares. 

Além disso, o contrato para a cidade de Castelo contempla a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de 30 para 85 litros por segundo e um trabalho socioambiental para atingir a adesão de 95% de ligações de esgoto intradomiciliares. 

Pelo segundo contrato, o consórcio executará obras e serviços para a ampliação do sistema de abastecimento de água do município de Marechal Floriano, região montanhosa do Espírito Santo. Atualmente, a captação de água do Rio Jucu Braço Sul não atende à demanda necessária para todos os períodos do ano. Para melhorar isso, será necessário construir unidades para captação e adução de água bruta, além de uma Estação de Tratamento de Águas (ETA) com capacidade para tratar 80 litros por segundo. 

Com estas obras, a Engeform chega a 12 contratos de saneamento em execução simultânea no País. Os três primeiros contratos da construtora em andamento no Espírito Santo, também em consórcio, são nas cidades de Cariacica e Viana, contemplando a implementação de 205 quilômetros de redes de coleta de esgoto, entre outros serviços. Já em Vila Velha, o projeto envolve a universalização do sistema de esgotamento sanitário de Terra Vermelha, com a construção de mais de 200 quilômetros de rede de esgoto e de uma ETE com capacidade de tratar 150 litros por segundo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *